quinta-feira, 14 de junho de 2018

AS DEFICIÊNCIAS DA DEMOCRACIA

A primeira pergunta a colocar é esta: prefiro uma democracia ou uma ditadura? A resposta é inequívoca: PREFIRO A DEMOCRACIA.

A democracia é melhor que a ditadura.
Há diferentes tipos de ditaduras, sendo importante o seu carácter social. A ditadura fascista é, claramente, uma ditadura a favor das altas burguesias. A ditadura comunista, na União Soviética, era, claramente, contra as altas burguesias e a favor das classes assalariadas.
Assim como há diferentes tipos de ditaduras também HÁ DIFERENTES TIPOS DE DEMOCRACIAS.
Um dos problemas que aflige a Esquerda, a nível mundial, é a má qualidade da Democracia dos Estados Unidos.
Um dos grandes problemas da Humanidade é a ausência de equilíbrio de forças militares a nível mundial. Essa falta de equilíbrio militar faz com que quem tem superioridade militar, invada os países pequenos para lhes saquear as riquezas. Foi o que aconteceu com os Estados Unidos e outros países da NATO que invadiram o Iraque e a Líbia para saquearem os poços de petróleo.

Já começaram as eleições primárias nos Estados Unidos para as eleições presidenciais de Novembro de 2012.
O QUE TEM DE MELHOR A DEMOCRACIA DOS ESTADOS UNIDOS É A LIMITAÇÃO DE CADA MANDATO PRESIDENCIAL A 4 ANOS, E O FACTO DE O PRESIDENTE SÓ PODER EXERCER 2 MANDATOS SEGUIDOS.

O negro Barack Obama ao vencer as eleições num país que teve um século de escravatura dos negros que só acabou com uma guerra-civil, e mais um século de Apartheid, representou uma mudança muito profunda a nível de política interna. Mas, a nível da política externa Barack Obama continuou com a agenda neoconservadora de conquista de poços de petróleo e de total e absoluto desprezo pela soberania dos pequenos Estados, e também de total e absoluto desprezo pelos Direitos Humanos de que o Campo de Tortura de Guantánamo é o melhor exemplo.

O que fez neste seu mandato presidencial Barack Obama pelos palestinianos? NADA, ABSOLUTAMENTE NADA. Os israelitas cometem os mais bárbaros crimes sobre os palestinianos, com o apoio diplomático e financeiro dos Estados Unidos do presidente Obama e de quase todos os outros países da NATO.

O resultado das próximas eleições presidenciais dos Estados Unidos (em Novembro de 2012) é pouco relevante, porque se Barack Obama vencer, em política internacional vamos ter a agenda imperial-colonial dos neoconservadores, que inclui uma nova guerra, desta vez contra o Irão e o desprezo pelos palestinianos. Se vencer o candidato republicano vamos ter a mesma coisa.

O que seria de Israel se a União Europeia o tratasse como trata a Grécia? A União Europeia tem estado a destruir a economia da Grécia, ao mesmo tempo que financia, discretamente, o Estado de Israel e o fabrico das suas bombas atómicas.

Obs: Escrevi este texto em 2012, mas, no essencial, continua actual

P.S. Quem inventou os cânones sobre o uso de maiúsculas nos textos da net que os siga. Eu não sigo esses cânones. Sou contra o dogmatismo, incluindo, obviamente, o dogmatismo formal, prefiro a liberdade.


Sem comentários:

Enviar um comentário