terça-feira, 6 de março de 2018

Movimento 5 Estrelas emerge depois da implosão da Democracia Cristã e do Partido Comunista Italiano

«Como se previa, nenhuma lista tem maioria na Câmara dos Deputados nem no Senado. Surpreendente foi a dimensão da vitória do Movimento 5 Estrelas (M5S), acima dos 32% e, de longe, o partido com mais senadores e deputados – mesmo com uma lei eleitoral destinada a beneficiar coligações. Afinal, o partido criado por Beppe Grillo para derrubar “o sistema de castas” e desaparecer quer mesmo governar. “Somos os vencedores absolutos”, disse o líder e candidato a primeiro-ministro, Luigi Di Maio.» [In Publico.pt]



Mesmo com uma lei eleitoral corrupta feita por corruptos para prejudicar o Movimento 5 Estrelas este emerge como o partido mais votado nas eleições legislativas italianas de 2018.
A Democracia Cristã implodiu, porque era um partido mafioso, directamente ligado à Máfia.
O PCI, Partido Comunista Italiano, o maior da Europa ocidental, o que tinha mais militantes e o que tinha mais eleitores, implodiu, por não ter líderes à altura, capazes de distinguir o estalinismo na União Soviética de uma alternativa aos partidos ligados aos interesses da alta burguesia e do imperialismo norte-americano. A Itália de hoje é uma gigantesca base militar do Império dos Estados Unidos e das suas bombas atómicas.

Sem comentários:

Enviar um comentário