segunda-feira, 9 de maio de 2016

Os ladrões e as ladras dos colégios privados não admitem que lhes retirem o direito a roubar-me a mim e aos que pagam impostos

O crime público de roubar o Estado pelos ladrões e ladras dos colégios privados está na moda.
Mais de cem mil pessoas acham que os ladrões e ladras dos colégios privados têm todo o direito a roubar.

Os ladrões e ladras do BPN e da SLN, os ladrões e ladras do BANIF, os ladrões e ladras do BPP, os ladrões e ladras do Santander, os ladrões e ladras do BES acham que têm todo o dirieito a roubar os contribuintes... e os ladrões e ladras dos colégios privados também!!!

Vivemos na época do roubo, às claras... mas eu não acho que os ladrões e as ladras devam triunfar. 

Eu sou contra o triunfo dos ladrões e das ladras.


Sabe-se que a direita perdeu uma discussão sobre educação em Portugal quando a ouvimos dizer duas palavras: Mário Nogueira. (...) O que o Governo anunciou agora não foi o fim abrupto dos contratos. (...) Nas situações em que ainda houver carências, os contratos continuarão por mais algum tempo. Moderado, previsível, gradual. (...) Quem defende os contratos de associação redundantes não está, pois, a fazer a defesa do ensino privado, que tem em Portugal toda a liberdade para se estabelecer e funcionar. Está antes a apoiar um pequeno cartel que drena recursos ao ensino público e faz concorrência desleal dentro do próprio setor privado.»

Rui Tavares, A espantalhização da direita portuguesa"

[Cit. in blog «Ladrões de Bicicletas»]

Sem comentários:

Enviar um comentário