terça-feira, 26 de abril de 2016

Os grupos terroristas ocidentais: a Inquisição, a Máfia da Sicília e o Clube de Bilderberg

O Clube de Bilderberg, um grupo de ladrões (e ladras), torturadores e (torturadoras) e assassinos (e assassinas) tem consciência dos seus crimes porque proíbe as actas das reuniões. As acções criminosas que discutem não podem ser conhecidas, nem pelos seus contemporâneos, nem pelas gerações futuras. Esta organização terrorista, anti-Democracia, está por detrás dos crimes mais sórdidos da chamada Direita Ocidental - offshores, golpes de Estado, fraudes fiscais em larga escala, desvio de grandes fundos para offshores, luvas de alto valor, salários de fome, proibição dos direitos laborais, tortura, guerras e pela propaganda na comunicação social contra tudo o que é Esquerda.

Um dos momentos de glória do chamado Clube de Bilderberg, na guerra contra a Democracia, foi o planeamente do golpe de Estado fascista de Pinochet.




Esta organização terrorista, ao serviço da pequena minoria que é a alta burguesia, tem aterrorizado as classes sociais e os povos que pretende dominar.

«Diz-me com quem andas



A representante da Arrow Global na Assembleia da República, Maria Luís Albuquerque, e o Presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina, foram convidados por Durão Barroso a participar no próximo encontro do Clube Bilderberg, uma dessas instâncias de articulação elitista para a reorganização supostamente pós-nacional e claramente pós-democrática do capitalismo a favor do tal 1%. Dada a companhia e dados os objectivos, seria um bom sinal se Fernando Medina declinasse o convite, assim contrastando com a pronta aceitação de Albuquerque. Neste último caso, já pode realmente aplicar-se o diz-me com quem andas, dir-te-ei quem és politicamente, ou seja, o modelo de sociedade que defendes.» [In blog «Ladrões de Bicicletas»]


Sem comentários:

Enviar um comentário