quinta-feira, 24 de março de 2016

Foi o Estado Islâmico que realizou os atentados de Bruxelas e quem financia o Estado Islâmico?

Quem apoia o Estado Islâmico? Quem lhe vende o petróleo? Quem lhe compra o petróleo? Quem bombardeia os Curdos para eles não poderem atacar o Estado Islâmico?


«O Estado Islâmico do Iraque e do Levante (EIIL), ou Estado Islâmico do Iraque e da Síria (EIIS), é uma organização jihadista islamita de orientação Wahhabita que opera majoritariamente no Oriente Médio. Também é conhecido pelos acrônimos na língua inglesa ISIS ou ISIL.[10] [11] O nome em árabe, ad-Dawlat al-Islāmiyah fī al-ʿIrāq wa sh-Shām, leva ao acrônimo Da'ish, ou Daeshaportuguesado como Daexe.[10] [12][13] Em 29 de junho de 2014, o grupo passou a se autointitular simplesmente "Estado Islâmico" (em árabeالدولة الإسلاميةad-Dawlat al-Islāmiyah). Um califado foi proclamado, com Abu Bakr al-Baghdadi como seu califa, ainda que sem o reconhecimento pela comunidade internacional. [...]» (In Wikipedia)

«[...] O EI conquistou Mossul, no Iraque, em Junho passado, e já exerce poder sobre uma área maior do que o Reino Unido. Desde Maio de 2010 que Abu Bakr al-Baghdadi é o seu líder, mas até ao Verão passado, a última vez que tinha sido filmado fora sob cativeiro americano em Camp Bucca durante a ocupação do Iraque, onde aparecia numas imagens granuladas. Então, a 5 de Julho do ano passado, durante o Ramadão, subiu ao púlpito da Grande Mesquita de al-Nuri, em Mossul, para um sermão em que se autodeclarava o primeiro califa ao fim de várias gerações — fazendo um up grade na resolução da sua imagem, que passou de granulada a alta definição, e da sua posição de guerrilheiro fugido das autoridades a comandante de todos os muçulmanos. O afluxo de jihadistas que se seguiu, vindo de todo o mundo, foi inédito em ritmo e quantidade, e ainda não parou.  [...]» (In jornal «Público» net)

Sem comentários:

Enviar um comentário