quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

Nazismo puro no Hospital de São José, em Lisboa, através de homicídio premeditado de jovem

A selvajaria dos tempos que correm é a expressão da barbárie que nos domina. Um homem de 29 anos foi vítima de homicídio premeditado por parte do Hospital de S. José por recusa de assistência em neurocirurgia, em Dezembro de 2015.


O MP prendeu José Sócrates que não matou ninguém. Quantos médicos vão ser presos por homicídio premeditado? Só se  for algum médico parente de José Sócrates…


É esta a «nova normalidade» imposta pela Troika, por Passos Coelho, Cavaco, Vítor Gaspar, Paulo Portas e Maria Luís Albuquerque.

Sem comentários:

Enviar um comentário