sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

Jogadores do Chelsea perderam de propósito para Mourinho ser despedido

A verdade é politicamente incorrecta. Mourinho tornou-se demasiado arrogante e foi despedido pelos jogadores, que perderam de propósito.
Mourinho ficou conhecido por conseguir motivar os jogadores. Falhou, neste aspecto no Real Madrid e agora no Chelsea. Não é muito conveniente para o negócio do futebol reconhecer que os campeões de Inglaterra perderam de propósito para despedirem o treinador.

«O Chelsea confirmou esta quinta-feira a rescisão de contrato com José Mourinho, poucos minutos depois de vários meios de comunicação social avançarem que o treinador português estava de saída do clube devido aos maus resultados em 2015/16. As reações à saída do treinador português não se fizeram esperar, principalmente nas redes sociais. Siga tudo!

Os adeptos parecem estar com José Mourinho. No inquérito Record, 55 por cento consideram que o Chelsea não o devia ter despedido. No site da BBC, a resposta é ainda mais conclusiva: 62 por cento discordam da decisão de Abramovich e apenas 38 por cento concordam.

"Para mim és e serás sempre o melhor do Mundo". Foi desta forma queManiche, que viveu as algumas das melhores épocas com José Mourinho, comentou a saída do técnico português do Chelsea.

Rio Ferdinand, antigo central do Manchester United, voltou ao Twitter para falar sobre o técnico português. "José Mourinho saiu, mas nunca será esquecido por estas bandas. Levou o Chelsea à glória nunca antes vista no clube... mas acabou de forma amarga", escreveu.

O primeiro-ministro inglês, David Cameron, também não ficou indiferente ao despedimento de Mourinho. O jornalista da ITV Chris Ship citou um porta-voz do número 10 de Downing Street, que disse: "O primeiro-ministro fica triste sempre que alguém perde o emprego, mas ele gostava de sublinhar que há 740 mil vagas na economia do Reino Unido."» (In jornal «Record» net)

Sem comentários:

Enviar um comentário