segunda-feira, 6 de julho de 2015

VAROUFAKIS DEMITIU-SE

«Varoufakis: “Já não sou ministro!”

Yanis Varoufakis. Foto União Europeia ©

O infoGrécia publica a declaração que o ministro das Finanças grego escreveu no seu blogue a anunciar a saída do governo.

O referendo de 5 de julho ficará na história como um momento único em que um pequeno país europeu se ergueu contra a prisão da dívida.
Como em todas as lutas por direitos democráticos, também esta histórica rejeição do ultimato de 25 de junho do Eurogrupo traz um grande preço a pagar. É por isso essencial que o enorme capital depositado no nosso governo pelo esplêndido voto NÃO seja transformado imediatamente num SIM a uma resolução adequada –num acordo que envolva a restruturação da dívida, menos austeridade, redistribuilção a favor de quem precisa e verdadeiras reformas.
Logo após o anúncio dos resultados do referendo, tomei conhecimento de uma certa preferência por parte de alguns participantes no Eurogrupo e diversos “parceiros”, para a minha… “ausência” das suas reuniões; uma ideia que o Primeiro Ministro considerou que poderia ajudá-lo a conseguir um acordo. Por essa razão, saio hoje do Ministério das Finanças.
Considero que é o meu dever ajudar Alexis Tsipras a explorar, como ele julgar adequado, o capital que o povo grego nos deu através do referendo de ontem.
E eu recebo esta aversão dos credores com orgulho.
Na esquerda, sabemos como agir em coletivo sem qualquer apego aos privilégios dos lugares. Continuarei a apoiar inteiramente o Primeiro Ministro Tsipras, o novo ministro das Finanças e o nosso governo.
O esforço sobrehumano para honrar o corajoso povo da Grécia e o famoso OXI (NÃO) que ofereceram aos democratas do mundo inteiro, está apenas a começar.» (In «InfoGrécia»)

Sem comentários:

Enviar um comentário