segunda-feira, 6 de julho de 2015

O CRIMINOSO DE GUERRA HOLANDÊS QUE «PRESIDE» AO EUROGRUPO ÀS ORDENS DE BERLIM NÃO GOSTA DA DEMOCRACIA

«Presidente do Eurogrupo diz que a escolha da Grécia foi “muito lamentável”

Jeroen Dijsselbloem. Foto União Europeia ©
Num comunicado de três linhas sobre o referendo ao seu ultimato, Jeroen Dijsselbloem diz que “o resultado foi muito lamentável para o futuro da Grécia”. Há três dias, dizia que a vitória do ‘Não’ colocava em causa  a permanência do país na zona euro.» (In «InfoGrécia»)

Sem comentários:

Enviar um comentário