sábado, 18 de julho de 2015

DO IMPERIALISMO ALEMÃO DE HITLER APOIADO POR MUSSOLINI E PÉTAIN AO IMPERIALISMO ALEMÃO DE ÂNGELA MERKEL APOIADO POR DRAGHI E HOLLANDE




O nacional-socialismo de Ângela Merkel e Sigmar Gabriel é tão legítimo como o de Hitler, porque tanto Hitler com Ângela Merkel chegaram ao poder porque ganharam ambos eleições livres. Hitler e Ângela Merkel foram escolhidos pelo povo alemão em eleições livres.


Hitler conquistou a Grécia com as divisões Panzer e Ângela Merkel serviu-se de uma quadrilha sem qualquer sustentação jurídica de ladrões e ladras, torturadores e torturadoras e assassinos e assassinas, fracos a Matemática, porque não sabem fazer contas, chamada «Eurogrupo», quadrilha essa que expulsou pela via  policial Varoufakis da sala, alegando que não tinha sustentação jurídica, logo era uma instituição pirata e por isso devia usar a ética da pirataria. A Alemanha e os respectivos colaboracinistas e lacaios já mataram na Grécia mais de dez mil pessoas (por suicídio induzido e por ausência de alimentos e de cuidados médicos), desde que começaram a empobrecer a Grécia, com a política de empobrecimento (chamam austeridade ao empobrecimento).


A quadrilha nacional-socialista chamada «Eurogrupo» e o italiano Mário Draghi, em vez de tanques de guerra usaram o euro de guerra, a moeda militarizada, para ocuparem a Grécia, depois de uma capitulação cheia de erros de Matemática por parte da Alemanha e dos lacaios da Alemanha.


A escória humana portuguesa germanófila passeia-se pelas rádios e televisões a justificar a selvajaria auschwitziana de Ângela Merkel, de Draghi e dos piratas do chamado «Eurogrupo».


Dizer que a «Internacional Socialista» é de Esquerda em 2015 é o mesmo que dizer que Hitler era de Esquerda, porque a bandeira nazi era vermelha. Os actos é que definem a ideologia.

Sem comentários:

Enviar um comentário