sexta-feira, 3 de julho de 2015

A DITADURA NACIONAL-SOCIALISTA DE ÂNGELA MERKEL E DE MARTIN SCHULZ SOBRE TODA A UNIÃO EUROPEIA


Ângela Merkel e Martin Schulz foram muito claros: QUEM MANDA NA GRÉCIA NÃO SÃO OS GREGOS, MAS SIM A ALEMANHA.

Os criminosos e as criminosas lacaios(as)-colaboracionistas do chamado Eurogrupo são as Waffen-SS de 2015. Deviam vestir-se condignamente, isto é, deviam envergar as fardas das Waffen-SS.

O criminoso de guerra holandês, porta-voz da quadrilha germanófila chamada Eurogrupo, Dijsselbloem, não tem aprumo, porque não veste a farda das Waffen-SS.


«Dijsselbloem confia que os gregos irão escolher mais austeridade no domingo

Jeroen Dijsselbloem. Foto União Europeia ©
O líder do Eurogrupo disse aos deputados holandeses que a questão no referendo grego é saber se os eleitores dirão ‘Sim’ a mais austeridade. E voltou a ameaçar os gregos, dizendo que caso vença o ‘Não’ irão entrar “no desconhecido”.»(In «InfoGrécia»)




«Jeroen Dijsselbloem, que é ministro das Finanças na Holanda eleito pelos socialistas,disse hoje numa comissão parlamentar que no referendo de domingo os gregos irão dizer se aceitam sofrer mais austeridade com o acordo que os credores lhe propuseram. “Estamos dispostos a ajudar a Grécia (…) se a Grécia, os seus políticos e o seu povo estiverem dispostos a aceitar medidas desagradáveis”, resumiu o líder do Eurogrupo que desde a eleição do governo grego tem sido um dos principais adversários políticos de um acordo.» (IDEM)

Sem comentários:

Enviar um comentário