quarta-feira, 24 de junho de 2015

O SYRIZA RENDEU-SE DE PÉ, MAS BERLIM E WASHINGTON (FMI) EXIGEM QUE SE RENDA DE JOELHOS E TSIPRAS DIZ QUE DE JOELHOS NÃO SE RENDE


«Tsipras: “Parece que não há interesse num acordo”

Alexis Tsipras. Foto União Europeia ©
As propostas gregas alternativas ao corte de salários e pensões não agradaram ao FMI. Tsipras diz que isso nunca aconteceu antes, nem com a Irlanda nem com Portugal.
“Essa postura estranha parece indicar que ou não há interesse num acordo ou que há interesses especiais a serem protegidos”, afirmou o primeiro-ministro da Grécia ao fim da manhã no Twitter.
O FMI nunca fez segredo em apostar em mais cortes nas pensões e nos salários em vez do aumento de impostos para as empresas e os rendimentos mais altos proposto agora por Atenas. Apesar do novo impasse das negociações, a reunião do Eurogrupo sobre a Grécia mantém-se para esta tarde.» (In «InfoGrécia»)

Sem comentários:

Enviar um comentário