sexta-feira, 22 de maio de 2015

DO EIXO BERLIM – TÓQUIO AO EIXO BERLIM – WASHINGTON, NO SÉCULO XXI


Os Estados Unidos constituem uma república oligárquica, em que há a considerar
1)   O poder da oligarquia da alta burguesia
2)   O poder do Parlamento
3)   O poder do Presidente da República
4)   O poder judicial

Ora o poder da oligarquia da alta burguesia, em 2015, está mais concentrado na alta burguesia financeira, baseado na ideologia neoliberal que defende a existência de um grupo de grandes delinquentes, fora da lei e acima da lei. A chamada desregulamentação financeira, na prática representa a colocação dos delinquentes da alta finança fora da lei e acima da lei. Desregulamentar significa deixar a alta burguesia financeira praticar crimes que não são regulamentados, como não são regulamentados ficam impunes. A ideologia neoliberal defende que a alta burguesia financeira deve ter o direito de inventar novos crimes e ficar impune depois de os cometer. São crimes de burla: os banqueiros inventam um produto financeiro, que não vale nada para quem o compra, burlam os compradores e ficam impunes.

Na era George W Bush foi a oligarquia dos petróleos, que se impôs, ao ponto de provocar uma guerra no Iraque, com um ritual cómico-trágico.

O Parlamento dos Estados Unidos ou Congresso permite que os congressistas sejam comprados pela oligarquia do dinheiro. A esta compra dos parlamentares chamam fazer lóbi.
O Presidente da República tem muito poder, se não tiver o Parlamento ou Congresso contra ele. Se o Congresso for hostil ao Presidente da República, este tem os poderes muito limitados.
Os neoconservadores é que teorizaram a nova doutrina do Reich estadunidense que segundo eles deve dominar o Mundo sozinho.
O poder judicial é, assumidamente, bárbaro, praticando a pena de morte em larga escala.

No século XX os Estados Unidos estiveram em duas guerras mundiais contra o imperialismo alemão. Na última década do século XX e no século XXI, os Estados Unidos estimularam o imperialismo alemão ao qual se aliaram. A expansão para Leste na Europa foi muito defendida por Hitler. Na última década do século XX e no século XXI, há uma grande expansão para Leste, na Europa, do Reich estadunidense aliado ao novo Reich alemão.
O poderio do actual imperialismo alemão não se baseia apenas no apoio dos Estados Unidos. Para ser possível é essencial a traição da França e o regresso da Itália à política de aliança com Berlim defendida e praticada por  Mussolini.
Dentro da chamada «União Europeia» Berlim manda e os outros obedecem. O Tratado Orçamental, imposto por Berlim, constitui, na prática, a formalização do novo imperialismo alemão.


A ideia de Fim do Mundo é dominante para justificar esta Ditadura de Berlim sobre a chamada «União Europeia» (que já não une, que pratica a guerra contra países membros). Poucos são aqueles que acham que o imperialismo alemão possa falhar, como falhou em 1918 e em 1945.

Sem comentários:

Enviar um comentário