terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

A MOEDA EURO É UMA ARMA DE GUERRA DO IMPERIALISMO ALEMÃO



Estruturalmente, a médio prazo, as aberrações chamadas moeda euro e o falso «Banco Central Europeu» irão arruinar sectores fundamentais da indústria exportadora da França e da Itália, nomeadamente a indústria automóvel. É do interesse da França e da Itália fazer implodir a Zona Euro e forçar a Alemanha a voltar ao marco, que lhe dificultará as exportações.

«Para cada país da União Europeia e no período 2003–2013, houve uma diminuição da riqueza produzida, vulgo PIB. A Grécia e Portugal lideram este infeliz ranking, com 6 anos de recessão em 11 anos de calendário (55%). A recessão grega foi seguida (2008–2013) e a portuguesa foi em 2003 e entre 2008 e 2013, aqui interrompida com um crescimento de 1,9% em 2010. A Itália com 5 anos negativos e a Espanha e Irlanda com 4 anos de decréscimo do Produto marcam também esta classificação. O conjunto da União Europeia suportou 2 anos de recessão, e de todos os Estados-membros, só a Polónia (sem euro) atravessou este período sem qualquer registo técnico de recessão anual, com um notável crescimento médio anual neste século de 3,7%!

Portugal registou uma recessão acumulada de 6,9%, enquanto a Grécia chegou a 26,3%, número equivalente à queda verificada na Grande Depressão americana (1929–1933).» (Bagão Félix in jornal «Público»)

Sem comentários:

Enviar um comentário