terça-feira, 2 de dezembro de 2014

AS TRÊS IDEOLOGIAS QUE MAIS MARCARAM A EUROPA NO SÉCULO XX – I

FASCISMO / NAZISMO

Durante boa parte do século XX existiram colónias e os povos colonizados tiveram que lutar pela sua independência.
Na Europa, o século XX foi muito marcado por três regimes políticos, que foram o fascismo/nazismo, o marxismo-leninismo (também chamado de comunismo) e a democracia capitalista.
O fascismo foi inventado por Mussolini na Itália, mas foi a sua variante alemã mais conhecida por nazismo que foi mais marcante. O livro mais significativo do fascismo/nazismo foi «Mein Kampf» («A Minha Luta») de Hitler, editado em 1925. O fascismo/nazismo tem as suas origens na monarquia absoluta e na Inquisição católica. Sob o ponto de vista social o fascismo representa uma ditadura da alta burguesia. No caso do nazismo a alta burguesia judaica foi destruída como classe social e muitos dos seus elementos, que não fugiram a tempo, foram executados. O fascismo alemão, chamado de nacional-socialismo ficou conhecido por nazismo, dirigido pelo partido Nacional-Socialista dos Trabalhadores Alemães (Naziationalsozialistische Deutsche Arbeiterpartei, NSDAP), mais conhecido como partido nazi, simplificação com origem no nome em alemão de Nacional-Socialismo, Nationalsozialismus.
Mussolini inventou o conceito fascismo baseado na língua latina e fundou o Partido Nacional Fascista, em 1922.
O fascismo alemão tem uma origem equívoca, porque nasce da evolução do Partido dos Trabalhadores Alemães (Deutsche Arbeiterpartei, DAP), fundado em 1919 e para o qual Hitler entrou ainda em 1919. Em 24 de Fevereiro de 1920, o DAP mudou seu nome para o Nationalsozialistische Deutsche Arbeiterpartei (Partido Nacional-Socialista dos Trabalhadores Alemães).
A cor vermelha da bandeira nazi tem origem na cor vermelha dos socialistas, a cor branca simboliza o nacionalismo e a cruz suástica simboliza a supremacia da raça ariana. A bandeira nazi foi desenhada pelo próprio Hitler.
Todos os fascismos se enquadraram no sistema capitalista e foram caracterizados por uma ditadura pessoal, todos os fascismos foram contra a liberdade de expressão de pensamento, contra a liberdade política, contra todas as ideias democráticas e contra todas as ideias de Esquerda. Todos os fascismos foram e são expressão da chamada extrema-direita.

De todos os fascismos, o fascismo alemão ou nazismo é o mais marcante na História da Humanidade, porque conduziu uma sociedade industrializada muito desenvolvida a praticar o Mal absoluto, sintetizado na fábrica de matar pessoas de Auschwitz. As principais vítimas do nazismo foram os judeus, de todas as classes sociais, homens, mulheres e crianças de todas as idades assassinados em massa, à escala industrial, cerca de seis milhões. Depois foram os ciganos que tiveram sorte semelhante à dos judeus. Selectivamente, foram presos e assassinados os eslavos, os comunistas, os socialistas e outras minorias como os homossexuais.
Os livros de Friedrich Nietzsche (1844 – 1900) «Para Além do Bem e do Mal» (1886) e «Assim Falava Zaratustra» (1883-85) constituem fundamentos filosóficos do nazismo. Nietzsche foi o filósofo oficial do nazismo.
A vontade de poder tão salientada por Nietzsche conduziu o nazismo à ideia de a Alemanha ter poder sobre todo o Mundo, desencadeando a II Guerra Mundial (1939 – 1945) e colapsando perante o poder demolidor da Rússia / União Soviética e dos Estados Unidos do mesmo lado, aliados entre si e do Reino Unido.

Nos chamados Julgamentos de Nuremberga de 1946 – 1947 ficaram provados os horrores do nazismo e os principais responsáveis, que não se suicidaram e que não conseguiram fugir foram condenados.

Sem comentários:

Enviar um comentário