sábado, 6 de dezembro de 2014

A «MÃO INVISÍVEL DO MERCADO» SEGURA UM CHICOTE COM QUE CHICOTEIA OS TRABALHADORES


A ideia do escocês Adam Smith de que «a mão invisível do mercado» regularia os preços e os salários com justiça não se comprova no século XXI.

Essa «mão invisível do mercado» em 2014, em Portugal, privatiza tudo o que dá lucro e baixa os salários dos trabalhadores até à fome, em alguns casos. Essa «mão invisível do mercado» impõe o trabalho precário e mal pago e facilita ao máximo os despedimentos dos trabalhadores. Este liberalismo ressuscitado serve os interesses de uma pequena minoria e lesa os interesses da maioria da população.

Sem comentários:

Enviar um comentário