quinta-feira, 27 de novembro de 2014

A PRISÃO ILEGAL DE JOSÉ SÓCRATES E A IMPUNIDADE DOS ACUSADORES E DOS JUÍZES DOS TRIBUNAIS PLENÁRIOS FASCISTAS


Há uma continuidade entre o poder judicial do fascismo salazarista-marcelista e o poder judicial da III República. O abuso do poder e a humilhação pública dos acusados têm uma continuidade do fascismo para a III República. A Revolução de 25 de abril de 1974 passou ao lado do poder judicial. O poder judicial fascista escapou à Revolução de 25 de Abril de 1974. Permaneceu impune, embora tenha cometido crimes muito graves nos Tribunais Plenários fascistas.

As pessoas à esquerda do PS, em grande número, dão-se muito mal com a liberdade de expressão de pensamento. Nesta área, muita gente acha que Mário Soares não devia dar a opinião de Mário Soares! Então devia dar a opinião de quem?

Sem comentários:

Enviar um comentário