terça-feira, 21 de outubro de 2014

A CRISE DO BLOCO DE ESQUERDA E A ÉTICA.


Na qualidade de livre-pensador não faria qualquer sentido para mim ter um partido político, logo, não tenho partido político.
As pessoas que lêem este site são, fundamentalmente, eleitorado que costuma votar Bloco de Esquerda, PCP e PS em Portugal, e PT no Brasil. As pessoas que votam, geralmente, PS em Portugal, e lêem este site identificam-se com a chamada ala esquerda do PS.
E por outro lado nos contactos que tenho tido com alguns leitores deste site constatei que alguns leitores deste site que costumam votar Bloco de Esquerda votaram em António Costa para presidente da Câmara de Lisboa.

Eu, pessoalmente, voto na cidade de Lisboa.

A chamada crise do Bloco de Esquerda está ligada à oscilação do seu eleitorado entre o Bloco de Esquerda e o PS. Este eleitorado vota BE e vota útil PS.

Ora, sem prescindir da sua ética de Esquerda muita gente do Bloco de Esquerda vota útil no PS. E, por enquanto só posso falar, com consistência nos actuais partidos parlamentares, porque muito do eleitorado oscilante de Esquerda poderá votar, em 2015 em outras opções de Esquerda.

Sem comentários:

Enviar um comentário