terça-feira, 9 de setembro de 2014

O COLAPSO MORAL E ÉTICO DO PPE E DO PSE OU OS PREGAORES DE DIREITOS HUMANOS A METEREM OS DIREITOS HUMANOS NA GAVETA (OU EM GUANTÁNAMO)


É um bocado difícil convencer seja quem for de que a União Europeia, enquanto conjunto de países que se ajudam mutuamente, ainda existe. Existe sim a Desunião Europeia. A União Europeia está a impor em Portugal um retrocesso civilizacional de grande envergadura, está a impor um grande empobrecimento dos portugueses, está a impor a privatização de tudo o que dá lucro e a obrigar os contribuintes a pagarem os prejuízos de empresas privadas. O caso da Ucrânia é semelhante ao caso do regime do ladrão, torturador e assassino Pinochet no Chile. A união Europeia já anda a implantar o fascismo na Europa.
Não tenho nem quero ter qualquer opção partidária. No entanto também observo as análises partidárias ao retrocesso civilizacional que estamos a viver.
Dos partidos parlamentares, parece-me ser o PCP aquele que vê o que os outros não querem ver.

«Falam da recuperação económica mas logo a seguir vêm dizer que é necessário mais retrocesso social para sustentar o crescimento - o seu crescimento. Falam de democracia, mas são os primeiros a reprimir aqueles que se levantam na luta – como nos EUA e na “democrática” União Europeia – ou a apoiar fascistas que se lançam em perseguições e atrocidades como na Ucrânia. Enchem a boca com direitos humanos mas todos os dias os negam a milhões de seres humanos e assobiam para o lado quando Israel faz uma matança de 2000 palestinianos em dois meses dos quais 600 crianças. Falam do combate aos radicalismos mas financiam e armam por baixo da mesa grupos que lançam o terror como no Iraque e na Síria. Falam do combate ao terrorismo mas instigam conflitos que deixam países devastados entregues ao caos como na Líbia.» (Extracto do discurso de Jerónimo de Sousa na Festa do Avante 2014)

Sem comentários:

Enviar um comentário