domingo, 24 de agosto de 2014

ARMAS ESTADUNIDENSES FORAM APREENDIDAS PELOS PARTISANS PRÓ-RÚSSIA NA UCRÂNIA

«Pode-se perceber, portanto, que vai muito bem a guerra na Ucrânia: 120.000 homens em armas, com apoio de mercenários de países da OTAN, bem como de material bélico desta, que não consegue desbaratar uma força irregular e mal armada de 10.000 partisans, onde um líder político e militar acaba por afrontar o seu presidente de forma pública, anunciando que irá marchar sobre a Capital se a sua vontade não for… Satisfeita!
partisan
Kharkov vê surgir atividade Partisan
Por César Antônio Ferreira (“Ilya Ehrenburg”)
A área de Kharkov, até então tida como uma área de retaguarda, sem combates, onde inclusive existem instalações para produção e recuperação de Carros de Combate e outros tipos de veículos blindados, viu nascer nesta semana crescente atividade Partisan (guerrilheira). Sob a bandeira da denominada República Popular de Kharkov, células guerrilheiras, descaracterizadas, efetuam atos de sabotagem, captura de material e destruição.
Neste presente momento, na cidade de Chuiguev, ardem milhares de toneladas de derivados de petróleo, e o ato se deu a partir de armas e explosivos capturados anteriormente pela célula guerrilheira, de um comboio militar ucraniano na data do dia 11.08.2014. Dentre os troféus obtidos se encontravam mísseis de fabricação norte-americana FGM-148 Javelin. Este fato joga por terra o discurso das nações pertencentes à OTAN, de que a ajuda enviada à Ucrânia possui caráter apenas defensivo e humanitário, ou seja, material logístico e médico, além de suprimentos.
Uma narrativa pitoresca sobre as ações partisans na região de Kharkov versa sobre a abordagem a um caminhão ZIL-131, que transportava soldados da destroçada 24ª Brigada Motorizada. Ao se dar o assalto, os soldados não feridos de imediato pelas rajadas saltaram todos no ar e debandaram em todas as direções, ficando no local apenas três militares, que foram prontamente rendidos. Enquanto os partisans recolhiam as armas, munições e material de interesse, os soldados rendidos repetiam sem parar que “que decidiram não lutar contra o povo” e que esperavam uma oportunidade para “se juntar à resistência”.
Nem tudo, entretanto, é motivo de riso: mercenários poloneses foram mortos quando se deslocavam no través de Izium. O comboio militar ligeiro era composto por dois veículos blindados leves de reconhecimento e um canhão autopropulsado sobre rodas “DANA”.  A presença do Howitzer, Sel-Propelled é interessante pelo fato de ser uma arma que faz uso de munição 155mm, que não é usual nas armas ucranianas, que fazem uso de obus calibre 152mm. A força partisan eliminou seis dos mercenários da empresa ASBS Othago (Analizy Sistema Bartlomiej Sienkiewicz), criada pelo  atual ministro de assuntos internos da Polônia, Bartlomiej Sienkiewicz. Esta emboscada se deu no dia 14.08.2014, e foi obra dos partisans da República Popular de Kharkov e resultou na destruição do Howitzer, de um dos VBLR, com a morte de seis mercenários, e outro capturado.» (In «Plano Brasil»)

Sem comentários:

Enviar um comentário