terça-feira, 19 de agosto de 2014

ALGO ESTÁ MUITO ERRADO QUANDO O PROGRAMA DAS DEMOCRACIAS DOS EUA E DA UE É O FASCISMO EM KIEV


Os representantes de Merkel e Hollande, de acordo com Obama e Cameron, disseram preto no branco ao representante de Putin, que os rebeldes anti-Kiev tem que ser mesmo mortos e que a Rússia facilitará muito essa matança se tiver medo de os ajudar. A oposição mata-se, foi o recado das democracias ocidentais.

A Direita portuguesa ficou muito incomodada com a resposta de Estaline à operação Barbarossa, nomeadamente com a guerrilha de ambos os sexos infiltrada atrás das linhas da frente hitlerianas.
É possível que volte a sentir o mesmo incómodo, na operação Barbarossa 2 (2014) quando começarem as notícias das acções de guerrilha dos ucranianos de etnia russa por trás das linhas do exército de Kiev e das suas Waffen-SS 2014 (oficialmente «Guarda Nacional»).

Sem comentários:

Enviar um comentário