quinta-feira, 7 de agosto de 2014

A DITADURA DO REICH ESTADUNIDENSE EM GAZA E NA UCRÂNIA


Quando vemos os judeus a bombardear Gaza sabemos que é a expressão da Ditadura do Reich estadunidense. A ditadura imperial-colonial do Reich de Washington em algumas regiões do Mundo faz as suas matanças facilmente, directamente como no Iraque ou indirectamente como em Gaza.
A Ditadura do Reich estadunidense é contra o Processo de Paz na Palestina, porque é a favor do Processo de Guerra, tal como a União Europeia.
Os valores do Reich estadunidense e da União Europeia são a ausência de valores tal como acontecia com Hitler, porque Hitler não tinha valores, fazia o que lhe apetecia.
Há quem diga que o Reich estadunidense e a CEE/CE/União Europeia têm os valores da democracia, mas é falso. O Reich estadunidense e a CEE/CE/União Europeia destruíram a democracia no Chile e colocaram no poder o ladrão, torturador e assassino Pinochet.
Em Kiev colocaram no poder uma «democracia» cujo programa era proibir a liberdade religiosa, proibir a liberdade de expressão de pensamento, proibir a língua russa e guerra sem escrúpulos contra os ucranianos de etnia russa.
Vemos o regime fascista-nazi de Kiev a bombardear populações russas no leste da Ucrânia, mas ali o Reich de Washington não tem poder suficiente. O regime fascista-nazi de Kiev tem a sua origem na Ucrânia nazi estruturada durante a II Guerra Mundial, enquanto Hitler tal permitiu. A civilização russa está numa crise de inteligência e de coragem. Ieltsin bêbado simboliza esta decadência da inteligência russa. Putin acovarda-se cada vez mais. Não tem agenda própria na questão do regime fascista-nazi de Kiev. Limita-se a dar a entender, que vai deixar cair os russos da Ucrânia debaixo do regime fascista-nazi de Kiev e que o poder militar de que dispõe não serve para proteger as populações russas, que é mais ou menos inútil para proteger as populações russas.
O caso da Crimeia foi apenas a recusa de Putin em submeter-se ao golpe de Estado do ucraniano Krutchov, que retirou a Crimeia, ilegalmente, à RSS da Rússia, em 1954, contrariando as decisões de Lenine e de Estaline.
Em 2014 não me parece que Putin tenha que prestar vassalagem às decisões de Lenine e de Estaline, que prejudicaram, objectivamente a actual República da Federação da Rússia e as populações de etnia russa.
Putin, em breve, irá deixar ou não que os fascistas-nazis ucranianos exterminem os russos que vivem na Ucrânia, aos quais o regime fascista-nazi de Kiev chama de «terroristas».
Na questão da queda do avião da Malásia Putin acovardou-se demais, porque há claras suspeitas de que o avião foi abatido pelo regime fascista-nazi de Kiev. E Putin deixou que o regime fascista-nazi de Kiev ficasse com duas caixas negras do avião da Malásia. Há suspeitas de que o avião da Malásia foi abatido pelo regime fascista-nazi de Kiev, nomeadamente porque há marcas de balas no avião da Malásia, que tudo indica foram causadas por balas de aviões de guerra da Ucrânia.

Se Putin deixar chacinar os russos da Ucrânia nas cidades estará perante um facto consumado e não os poderá ressuscitar. Mas se Putin tivesse a coragem de mandar as suas tropas entrar em foça no Leste da Ucrânia para defenderem as populações russas estaríamos também perante um facto consumado, porque ninguém ia começar a III Guerra Mundial por causa disso.

Sem comentários:

Enviar um comentário