sábado, 12 de julho de 2014

PORTUGAL E A CRISE DO CAPITALISMO


O caso BES / grupo Espírito Santo mostrou uma grande crise do capitalismo português.
Ricardo Salgado, ao contrário de outros oligarcas que insultaram a maioria dos portugueses, como António Champalimaud, Fernando Ulrich e Belmiro Azevedo, era mais diplomata e estava calado, quando outros diziam disparates insultuosos contra os trabalhadores.
Era pouco previsível que estivesse a dirigir um grupo financeiro com graves problemas.
Quando a Portugal Telecom emprestou mais de 900 milhões de euros ao grupo Espírito Santo ficou a nu o compadrio suicidário de alguns oligarcas do capitalismo português.

Há uma grande crise ética e moral do capitalismo, sobretudo financeiro. Foi o neoliberalismo que produziu a crise de 2008 nos Estados Unidos, que foi exportada para a União Europeia, especialmente para a Zona Euro. Na origem da crise estadunidense esteve a falta de regulação da actividade financeira. A falta de controlo dos Estados sobre o capital financeiro é demasiado perigosa.
Em Portugal o caso BPN mostrou o pior do capitalismo – privatização dos lucros e nacionalização dos prejuízos. Esperemos que o caso BES não tenha um desfecho semelhante ao BPN, no caso da nacionalização dos prejuízos.

Sem comentários:

Enviar um comentário