sábado, 12 de julho de 2014

GUERRA FRIA E GUERRA QUENTE EM 2014

«O ultimato da UE contra a Rússia: um novo Rambouillet ?

por Willy Wimmer

A História repete-se? Para Willy Wimmer, que foi vice-presidente da Assembleia parlamentar da OSCE durante a guerra da NATO contra a Sérvia, o ultimato da União Europeia à Rússia assemelha-se ao que precedeu e rodeou a conferência de Rambouillet sobre o Kosovo: os Ocidentais fazem sempre parecer que procuram a paz quando querem a guerra. Mas a Rússia não é a Sérvia e o risco de Guerra mundial é real.

 | BERLIN (ALLEMAGNE)  


Em 6 de Junho, a chanceler Ângela Merkel parecia favorável à paz. Mas depois da divulgação do plano Porochenko, ela tornou-se de repente militarista e votou um ultimato à Rússia. 


Uma recente pesquisa efectuada por uma fundação do Norte da Alemanha demonstrou claramente a que ponto o apoio da população alemã a respeito da orientação militarista do governo federal e do presidente, da UE e da NATO contra a Rússia, é frágil.
Peter Gauweiler, chefe adjunto de la CSU e deputado do Bundestag de Munique, colocou ênfase sobre esta constatação no seu importante discurso, realizado diante dos diplomados da Academia Militar de Hamburgo. A decisão da União Europeia, apresentada pelos presidentes de saída Barroso e van Rompuy, veio acentuar esta aversão por boas razões. Na Europa o momento é de novo de lançar ultimatos semelhantes ao lançado à Sérvia em 1914? (...)» (In «Red Voltaire», tradução minha da edição em francês)

Sem comentários:

Enviar um comentário