domingo, 8 de junho de 2014

ANTÓNIO COSTA, PRESIDENTE DA CÂMARA DE LISBOA, VEM PREENCHER UM TERRÍVEL VAZIO POLÍTICO EM PORTUGAL

Portugal é um país sem rumo, governado por traidores. Passos Coelho além de ser traidor como Miguel de Vasconcelos é muito burro. Está a levar Portugal para a ruína. Vítor Gaspar, um traidor, com um tacho no FMI, veio arruinar Portugal.
Os dois subsídios cortados, logo no primeiro ano de governação, aos funcionários públicos e aos reformados, surpreenderam e arruinaram a vida de muita gente. Férias sem dinheiro?
E as contas para pagar? As prestações do empréstimo da casa, as prestações do carro foram pagas com a ajuda de familiares ou começaram os incumprimentos familiares, isto é, as falências de famílias inteiras começaram.
Nas televisões os apoiantes do governo começaram a falar de uma religião chamada Religião dos Mercados e deixaram de falar em seres humanos falidos.
O simples facto de existir passou a não interessar. Lamentaram-se os comentadores do facto de os reformados não morrerem logo no primeiro mês da reforma, porque são um estorvo. Morte aos reformados passou a ser um conceito da governação PSD-CDS. É preciso, na perspectiva de Passos Coelho e dos seus apoiantes, que os reformados morram quanto antes. É preciso que as pessoas ganhem salários de fome. Esta banalização do Mal afectou a alma dos portugueses.
Afastada a hipótese de uma revolução semelhante à de 25 de Abril de 1974, o fatalismo apoderou-se dos falidos, dos esfomeados.
Cavaco Silva emergiu como um político incompetente para presidente da República.
António José Seguro assinou o Tratado Orçamental que condena Portugal à miséria.
O PCP nunca explicou bem num livro claro por que implodiu o marxismo-leninismo na Europa e isso limita a sua progressão eleitoral. O Bloco de Esquerda não tem uma ideologia coerente e exprime-se, sobretudo pelo ódio aos negros que não vivem na miséria. O desprezo manifestado, oficialmente, pelo BE, pelo presidente negro de Angola, em termos de Esquerda é um suicídio político, porque a Esquerda sempre foi contra o regime do Apartheid da África do Sul e contra o seu representante em Angola Jonas Savimbi.
Há certas pessoas do PS que já não são de Esquerda, que talvez nunca tenham sido de Esquerda, andaram por Angola a apoiar Savimbi, com o apoio do regime da Apartheid do Sul de que eram colaboracionistas entusiastas, e ao mesmo tempo desprezavam Nelson Mandela enjaulado pelo regime do Apartheid, Nelson Mandela que foi uma das grandes figuras da Humanidade no século XX.
O caso BPN foi um caso de criminalidade de altos dirigentes do PSD e José Sócrates ajudou esses bandidos ao nacionalizar os prejuízos do mafioso BPN, sem nacionalizar os activos dos seus donos.
Falências de empresas e desemprego em massa lançaram o caos social
A Ditadura de Berlim sobre Portugal envergonha os portugueses.
O desemprego generalizado conduz à acentuada baixa da natalidade e à emigração em massa. Muitos portugueses já não gostam de Portugal, vão-se embora e muitos acham que não há mesmo futuro em Portugal, que não vale a pena nascer num Portugal desgraçado por traidores.

É neste ambiente de desgraça colectiva que surge António Costa a preencher um terrível vazio político.   

«Não deixa de espantar a onda de sebastianismo a crescer à volta de Costa

A sério, isto não aconteceu com ninguém. Não aconteceu com Durão Barroso (um desastre como líder da oposição), não aconteceu com Guterres ("a picareta"), não aconteceu com Sócrates (o homem do aparelho, excessivamente à direita e que dava entrevistas atulhadas de citações), não aconteceu com Cavaco (o "provinciano"que só falava de números e que era tão à direita que fez implodir o bloco central), não aconteceu com Soares, nem aconteceu com Jorge Sampaio, que não teve hipótese de lá chegar. Talvez tenha acontecido com Ramalho Eanes uma vez - e com o partido que inventou outra. Por outras palavras, tudo isto é muito esquisito.
Há pessoas que acreditam há muitos anos que António Costa dava um bom secretário-geral do PS. Por razões que nunca foram convenientemente esclarecidas, ele sempre recusou avançar. Deixou Sócrates fazê-lo em 2004 (fizeram um pacto em que só um deles avançaria), não quis em 2011 e deixou o caminho aberto a Seguro. Recuou novamente há um ano e meio numa comissão política "em nome da unidade do partido", sabe Deus porquê. Se o objectivo de tantas recusas, recuos, suspenses, volta atrás, palavras cuidadosamente medidas sobre a sua capacidade de ser secretário-geral e um livro - o "caminho aberto" para qualquer lado - era conseguir que no dia em que quebrasse o tabu tinha uma passadeira vermelha, então esse objectivo está conseguido. A liderança de Seguro foi em muitos aspectos desastrada - mas também decorreu no pior momento possível, e logo a seguir ao governo PS mais odiado pelos portugueses, o que tinha assinado o Memorando da troika.
Não deixa de espantar esta onda de sebastianismo a crescer à volta de António Costa, que junta gente muito muito à esquerda do PS com gente muito, mas muito à direita do PS, numa salada de frutas inesperada. Uns acreditam que Costa será o homem que fará a ponte à esquerda (com os exemplos de Roseta e Sá Fernandes em Lisboa). Outros que fará o bloco central com Rui Rio ou com alguém do PSD que não se chame Coelho. Outros ainda que "a abrangência" fará o PS conquistar num ápice a maioria absoluta. António Costa está a ser santificado na praça pública: o Messias está a chegar ao Largo do Rato.

Convinha que se discutisse política. Retirando a saudação à herança Sócrates e uma avaliação mais correcta das origens da crise, Costa não disse nada que ficasse no ouvido. Mas parece que a sedução chega.» (Ana Sá Lopes in jornal «i» net) 

3 comentários:

  1. querenm outro socrates? hi hi hi hi vao dar uma volta pela ruas que conversem para o Bairro da grac! e so cavernas. lisboa nao e so a baixa.

    ResponderEliminar
  2. Nao sei quem os senhores sao. mas gostaria de saber porque nao ta a venda o livro anti m.xoares de rui mateus? falam em m...dec Macau. respeitosamente

    ResponderEliminar
  3. Nao sei quem os senhores sao. mas gostaria de saber porque nao ta a venda o livro anti m.xoares de rui mateus? falam em m...dec Macau. respeitosamente

    ResponderEliminar