domingo, 1 de junho de 2014

O TEXTO MAIS LIDO DESTE BLOG É SOBRE O OLIGARCA BELMIRO AZEVEDO E VOLTO A PUBLICÁ-LO A SEGUIR


O Clube dos Pensadores em Gaia resolveu convidar um ladrão chamado Belmiro Azevedo para os portugueses ficarem a saber o que pensam os ladrões.
Belmiro Azevedo é um criminoso de delito comum, um ladrão, que roubou, ostensivamente, a viúva do patrão. Belmiro Azevedo devia ter sido preso.
Só um país corrupto de cima a baixo como Portugal pode legalizar um roubo de tão grande magnitude.
Este ladrão de viúvas insanas acha que os portugueses devem ter baixos salários e que os desempregados andam a passear nas manifestações. Se os filhos da viúva roubada tivessem coragem Belmiro Azevedo tinha sido abatido. Roubou-lhes a fortuna.
É este ladrão Belmiro Azevedo um dos principais apoiantes do governo PSD-CDS-Troika, também um governo de ladrões, que não respeita as leis fundamentais do país, escritas na Constituição.

«Belmiro de Azevedo roubou uma fortuna ao banqueiro Afonso Pinto de Magalhães, enganou a sua viúva e restantes herdeiros do falecido banqueiro. E que à custa dessa actividade de capitão de gang ou de chefe de quadrilha, construiu o império SONAE.»


«A Sonae (Sociedade Nacional de Estratificados) é uma holding portuguesa criada, em 1959, pelo empresário e banqueiro, natural de Arouca, Afonso Pinto de Magalhães, sendo, na contemporaneidade, um dos mais importantes grupos económicos portugueses com sede na Maia. Afonso Pinto de Magalhães, também fundador do Banco Pinto Magalhães, colocou Fábio Lemos no controlo da Sonae nos turbulentos anos após a Revolução dos Cravos. Em 1982, Afonso Pinto de Magalhães, oferece 16% da Sonae a Belmiro de Azevedo e, depois da sua morte, Belmiro de Azevedo atinge a maioria do capital após uma longa batalha judicial com a família do antigo presidente.» (In «Wikipedia»)

Sem comentários:

Enviar um comentário