sábado, 17 de maio de 2014

OS DEFENSORES DA INQUISIÇÃO E A DUREZA DA SELVAJARIA


«Ninguém pode ter como ambição ser um escravo com um telemóvel no bolso.
Apesar da lavagem ao cérebro a que somos submetidos dia a dia, minuto a minuto…»
(José Vítor Malheiros in jornal «Público» net)

Esta questão da propaganda brutal nos meios de comunicação social, diária, é uma tentativa de lavagem ao cérebro, mas «há sempre alguém que resiste, há sempre alguém que diz não».
Uma das maiores fraudes nos países da NATO e da União Europeia é a mentira que diz que estes países respeitam os Direitos Humanos.
Excepto a Suécia, a Áustria, a Finlândia e a Irlanda, os países da União Europeia pertencem à NATO, uma organização imperial-colonial dirigida por Washington que tem uma estrutura de tipo feudal, todos os países da NATO são vassalos dos Estados Unidos, mas os da União Europeia são vassalos de Berlim. Acima de Berlim só Washington.
Portugal é vassalo dos Estados Unidos na NATO e vassalo da Alemanha na chamada União Europeia.
O país que manda na NATO são os Estados Unidos. O presidente dos Estados Unidos, todos os meses faz condenações à morte sem julgamento e ordena as respectivas execuções, segundo os métodos da Máfia da Sicília ou com aviões sem piloto chamados drones. Quem não gostar dum vizinho pode conseguir que ele seja assassinado por ordem do presidente dos Estados Unidos. Com os drones matam o visado, a mulher, os filhos e os vizinhos.
A Rede Guantánamo e Sucursais, umas sucursais conhecidas outras secretas, pratica raptos, prisões arbitrárias, torturas, incluindo torturas até à morte. As prisões desta rede são também sucursais do inferno. Todos os países da NATO estão envolvidos nesta rede de crimes contra a Humanidade com sede em Guantánamo.

O secretário-geral da ONU costuma ser um palhaço às ordens de Washington, envolvido em humor negro.
Quando alguém pró-Washington fala em Direitos Humanos está a esconder crimes contra a Humanidade cometidos pelos amigos de Washington. O palhaço que é secretário-geral da ONU é daqueles palhaços que eu acho mais caricatos.
Quando uma organização paga por Washington fala em Direitos Humanos na Síria penso logo na Al-Qaeda e na Ditadura Medieval da Arábia Saudita. A Al-Qaeda é a organização mais eficiente que luta contra Assad, a Al-Qaeda na Síria é especialmente eficiente na questão dos Direitos Humanos. Costuma pôr umas bombas de alta potência que costumam matar homens, mulheres e crianças de todas as idades. O Observatório Sírio para os Direitos Humanos tem a Al-Qaeda a trabalhar para ele. A Al-Qaeda fez uns atentados terroristas na Síria que foram apoiados na ONU pelos Estados Unidos e pelos outros países da NATO. A Al-Qaeda fazia o seu trabalho na Síria mas os órgãos de comunicação social ocidentais chamavam combatentes da liberdade aos combatentes da Al-Qaeda. Sabiam que a  Al-Qaeda estava lá contra o Assad, mas omitiam esse facto. Em Portugal o problema complicado foi quando anunciaram que a Al-Qaeda estava a treinar cidadãos portugueses na Síria… Que grande farsa desmascarada!

Na Ucrânia os fascistas-nazis tomaram o poder em Kiev, com o entusiástico apoio da NATO e da chamada União Europeia e tomaram logo medidas de ódio à Democracia e aos Direitos Humanos: proibiu a liberdade de imprensa, proibiu a liberdade de expressão de pensamento, proibiu os ucranianos russos de falarem a única língua que conhecem, proibiu-os de escreverem na única língua que conhecem, proibiu-os de lerem a única língua que conhecem,  proibiu a liberdade religiosa, criou uma Guarda Nacional-Socialista que andam a torturar e a assassinar civis, massacraram 46 pessoas em Odessa…
A chamada União Europeia e a NATO apoiam os bandos fascistas-nazis de Kiev e os seus assassinatos.


A Ditadura de Berlim na União Europeia produz falências, desemprego, empobrecimento, miséria e fome em Portugal.
Tudo disto é demasiado horroroso, os países da NATO e da União Europeia desprezam os Direitos Humanos.

Com os cortes nos rendimentos dos portugueses o governo PSD-CDS vai fazer manobras militares com aviões F-16 na Lituânia de provocação à Rússia, uma potência nuclear que em poucos minutos pode pôr Berlim, Paris e Londres em pior estado do que ficou Hiroxima em 6 de Agosto de 1945.
Primeiro havia a Guerra Fria contra o comunismo soviético, agora há a Guerra Fria contra o capitalismo russo.
Os países da NATO e da União Europeia não respeitam os Direitos Humanos mais básicos como o direito a estar vivo.

Há liberdade de expressão de pensamento, mas é na Internet, nos outros meios de comunicação há liberdade de expressão para os apoiantes da selvajaria em nome da Democracia, muito maioritariamente. Mas agora já querem fazer Censura na Internet.

Sem comentários:

Enviar um comentário