domingo, 4 de maio de 2014

«DER SPIEGEL» É O BRAÇO ARMADO DA MÁQUINA DE MATAR DE WASHINGTON NA LÍNGUA ALEMÃ


No blogue «Entre as brumas da memória», supostamente próximo do Bloco de Esquerda há um texto da criminosa revista «Der Spiegel». Prefiro ler o «Mein Kampf» que esta revista criminosa de propaganda das guerras do Reich norte-americano. «Mein Kampf» é o livro chave do mal absoluto. 

Hitler no seu livro «Mein Kampf» justifica a construção de uma fábrica de matar pessoas, homens, mulheres e crianças, de todas as idades, em Auschwitz. Justifica o fascismo. Ora a junta fascista de Kiev tem as suas raízes no «Mein Kampf», livro de consulta fundamental, para explicar todas os fascismos, porque o livro «Mein Kampf» expressa o mal absoluto.

Já aqui referi que parte da Esquerda portuguesa apoiou o regime do apartheid da África do Sul, a começar por Mário Soares, preenchendo boa parte do PS e as raízes do Bloco de Esquerda. Savimbi era o representante do regime do apartheid da África do Sul em Angola e era apoiado por aqueles que têm dominado o Bloco de Esquerda. 


O vazio ideológico do Bloco de Esquerda faz com que não se saiba o que quer, sabe-se que tem sido racista e que apoia mais ou menos veladamente o Reich norte-americano ou o imperialismo norte-americano. Apoiante, claro, da barbárie da NATO foi Rui Tavares que foi eleito em listas do Bloco de Esquerda. No «Mein Kampf» encontramos os fundamentos da selvajaria da NATO, de Guantánamo a Bagram. O livro de Hitler «Mein Kampf» é o livro que melhor exprime o que é a civilização europeia, é um produto genuíno da civilização europeia.

Sem comentários:

Enviar um comentário