sábado, 31 de maio de 2014

O MAPA DA REPÚBLICA DA UCRÂNIA É UM ERRO COLOSSSAL-TRÁGICO DESENHADO POR ESTALINE (SEM A CRIMEIA)

OS ATAQUES COM ARTILHARIA CONTRA CENTROS URBANOS, ORDENADOS PELO PADRINHO MAFIOSO FASCISTA-NAZI «PRESIDENTE INTERINO»-REI DOS CHOCOLATES SÃO FASCISMO-NAZISMO PURO E DURO.

«Os ucranianos mortos são todos eurocéticos
por FERREIRA FERNANDESOntem137 comentários
A Europa procura com contas de merceeiro quem será o seu próximo presidente, que será quem quer que seja, mas pouco. E, entretanto, em noticiário só de pequenas linhas, a guerra civil instala-se na Ucrânia. É a Jugoslávia Parte II. Ainda não tão emocionante mas lá chegaremos, as imagens da anarquia em Donetsk, homens musculados e loiras de camuflado, confirmarão que as guerras civis mais populares no prime-time são das terras com gente bonita. Espetáculo que deveria envergonhar-nos porque a tragédia, a poucas semanas da magna tragédia que vai ser, é também culpa nossa. Dessa, dita em cima, falta de Europa. Se nos tivéssemos ocupado menos com as medidas das sanitas e mais com o tamanho e a profundidade da Europa, não tínhamos chegado aqui. Era claro que não devíamos ter acirrado a Ucrânia contra a Rússia. Devíamos, se fôssemos europeus, ter pensado Ucrânia e Rússia. E porque éramos os menos envolvidos deveríamos ter sido os que agiram de cabeça fria. Chama-se política, que é coisa que devia ser entregue só a grandes, não a amanuenses de geoestratégia. Em 1959, ainda a URSS tinha 30 anos para viver, De Gaulle definiu o nosso espaço numa frase: "Do Atlântico aos Urais." Ele percebeu, quando ainda só se podia adivinhar, que a Rússia é nossa ou somos pouco. Hoje, com ela aí, a Europa tratou-a como inimiga e, cobardemente, por interposto e fraco país. Ucrânia, mais um dano colateral da falta de Europa.» (In «DN» net)

«Ucrânia: Artilharia retoma bombardeamento no leste do país

A artilharia ucraniana retomou hoje os bombardeamentos na cidade de Slaviansk, bastião das milícias pró-russas no leste do país, informou a agência oficial russa RIA- Novosti.

«Fogo de obuses fustiga o centro da cidade, onde se concentra o 'grosso' das forças das milícias», refere a agência.
Segundo residentes de Slaviansk, os bombardeamentos de hoje foram mais intensos do que os registados em dias anteriores, envolvendo o abate de um helicóptero das Forças Armadas da Ucrânia, esta quinta-feira, que resultou na morte de 14 militares, incluindo um general.
O incidente transformou quinta-feira num dos piores dias para o exército ucraniano desde o lançamento das operações contra os pró-russos do leste, depois de a 22 de maio terem sido mortos 17 militares, 16 na cidade de Volnovakha, na região de Donetsk, e um num ataque de rebeldes na vizinha região de Lugansk.
O autoproclamado presidente de Slaviansk, Viacheslav Ponomariov, um dos líderes da revolta pró-russa, estimou em quase 1.200 as baixas sofridas pelas forças governamentais, além de oito helicópteros e 15 blindados, na sua ofensiva contra Slaviansk.
«Todos os criminosos serão aniquilados ou sentados no banco dos réus», declarou o Presidente interino da Ucrânia, Alexandr Turchinov,

após o derrube do helicóptero, mostrando-se confiante de que as tropas governamentais vão «limpar os terroristas» do sudeste do país.
Diário Digital com Lusa» (In «Diário Digital»)

Tropas ucranianas perto Slaviansk (Arquivo)
13:42 30/05/2014
Palavras-chave: operação militar , Donetsk , Ucrânia , Luhansk
KIEV, 30 de Maio (RIA Novosti) - As forças do governo ucraniano estão planeando  continuar a operação especial do regime Kiev, no sudeste do país até atingirem uma estabilização completa da região, disse o ministro da Defesa interino da Ucrânia Mykhailo Koval,  sexta-feira.
"Vamos trabalhar até essa região começar a viver normalmente ... e até que o povo possa [começar] a viver em paz", disse Koval.
O exército ucraniano ocupou as partes Sul e Oeste da região de Donetsk, bem como o Norte da região de Luhansk durante a operação, disse o ministro.
Um dos principais objetivos do militar ucraniano é restabelecer o funcionamento regular das autoridades interinas de Kiev no território libertado, acrescentou.
Relatórios anteriores da mídia dizem que as forças de segurança da Ucrânia planeando completar a operação contra os federalistas no leste do país até 14 de Junho.
A operação de segurança ucraniana no Sudeste da Ucrânia continua, apesar de um memorando sobre a paz e a harmonia adoptado pelo Parlamento antes da votação presidencial de 25 de Maio. A operação já matou dezenas de pessoas em ambos os lados.
O ministro russo, Sergei Lavrov, disse  que a Ucrânia deve parar imediatamente  a violência e iniciar um diálogo nacional, após uma eleição presidencial no país.
As Repúblicas de Donetsk e Luhansk, atoproclamadas,  no Leste da Ucrânia, realizaram referendos sobre a autodeterminação em 11 de Maio, com mais de 90 por cento dos eleitores, que apoiam uma maior autonomia.» (In «RIA Novosti» net)

«Radicais da Ucrânia da Direita presos na Crimeia depois de tentarem ataques 

Ativistas do setor direito (Arquivo)
00:46 30/05/2014
Tags: prisão , terrorismo , FSB , setor direito , Criméia , Rússia
MOSCOVO, 30 de Maio (RIA Novosti) - O serviço russo de Segurança Federal (FSB) deteve um grupo de radicais ucranianas do movimento  da extrema-direita implicados em ataques na Crimeia, em Simferopol, Yalta e Sevastopol, informou a agência sexta-feira.
"O departamento de investigação do FSB da Rússia abriu uma investigação criminal contra [os membros  da extrema-direita] ... que se preparavam, como parte de uma organização terrorista, para a perpetração de um atentado terrorista e explosões na noite de 8 de maio ... em Simferopol [na Crimeia ] ", disse a assessoria de imprensa FSB.
Buscas nas casas dos cúmplices dos extremistas detidos encontraram explosivos, armas de fogo, munições e máscaras de gás, de acordo com o jornal Vzglyad. O FSB disse que os quatro admitiram que a célula  foi organizada para desestabilizar a situação política na península antes do referendo de independência.
A Crimeia, anteriormente uma república autónoma dentro da Ucrânia, recusou-se a reconhecer a legitimidade do governo imposto pelo golpe em Kiev que chegou ao poder após o derrube do presidente Yanukovych em Fevereiro e votou pela secessão. Em 16 de Março, a Crimeia realizou um referendo, com mais de 96 por cento dos eleitores da região para  para abandonar a Ucrânia e para a integração na Rússia.» (In «RIA Novosti» net)

sexta-feira, 30 de maio de 2014

ROLLING STONES EM LISBOA COM LOTAÇÃO ESGOTADA


Esta madrugada, eu estive em Lisboa, a ver os Rolling Stones, acompanhado, pelo menos de 89 mil pessoas, até cerca das duas horas. Foi no parque da Bela Vista, no contexto do festival chamado Rock in Rio/Lisboa.
É preciso carregar baterias, para suportar as opressões do quotidiano, impostas pela Ditadura de Berlim.

Os Rolling Stones são um caso de sucesso colectivo exemplar e inédito pela sua duração no tempo, na música rock. A actuação, muito participada pelo público que cantou em coro parte de muitas canções, foi muito aplaudida e terminou com a versão 2014 da canção Satisfaction, cantada em coro pelo público, de 90 mil pessoas.

quinta-feira, 29 de maio de 2014

UCRANIANOS-RUSSOS HUMILHADOS, TORTURADOS E MASSACRADOS COMO CÃES PERANTE A INDIFERENÇA DE PUTIN


Os ucranianos-russos estão a ser humilhados, torturados e assassinados em massa pela Junta Fascista-Nazi de Kiev e pelo padrinho da Máfia chamado rei dos chocolates, que agora é presidente da República, numas eleições semelhantes às do fascismo de Portugal, na sua primeira fase.
Os ucranianos-russos de Donetsk são muito corajosos, mas Putin não lhes forneceu mísseis portáteis antiaéreos nem mísseis antitanque. Com esses mísseis portáteis antiaéreos os aviões e helicópteros de Kiev eram todos abatidos e com os mísseis antitanque os tanques de Kiev ardiam como camiões carregados com palha. Há quem diga que os israelitas têm os melhores tanques do planeta, com tecnologia norte-americana melhorada por eles, mas os tais mísseis portáteis nas mãos do Hezbollah na Guerra do Líbano fizeram-nos explodir, morrendo todos os militares que iam lá dentro.
É esta crueldade de Putin, que faz com que os russos pensem que ele tem medo das próprias armas de que dispõe. Telefonemas desesperados para o governo russo dos ucranianos-russos não têm resposta; pouco depois dos telefonemas são mortos pelos fascistas-nazis de Kiev, por não terem armamento qualitativamente adequado.

«Dilema de Putin: Ser Putin ou ser um Obanana da Eurásia.kkk


Dilema ucraniano de PutinInvadir a Ucrânia logo ou tornar-se o Obamada Eurásia

Este  artigo foi generosamente um contributo de  John Galt. Siga seu  John Galt FLA web site para notícias essenciais, informativos e analises uma única e verdadeira perspectiva sobre os acontecimentos globais .Certifique-se de verificar o seu muito popular The Day The Dollar Died série disponível gratuitamente on-line, bem como o mais recente de John O ano depois do Dólar morto .
OBAMA_v_PUTIN_SISSYvGUNjgflaA notícia da Ucrânia hoje continua a desafiar a realidade com esta história de Reuters de 14 de maio e os acontecimentos desde a eleição de ontem :Ucrânia mantém conversações para acabar com a crise , os rebeldes não  são convidados.É mesmo? Alguém envolvido nas negociações patrocinadas pelo movimento corporativista pró- multinationalista SorosECBFedBoE gostaria de convidar um grupo de soldados  pró-russos para discutir o futuro do Bem,  do povo russo na Ucrânia oriental? O problema que eles procuram um  endereço não é a crise na Ucrânia , é o bankster patrocinado governo , nem a crise entre o Oriente e o Ocidente ; o problema é se o nacionalismo ou o globalismo vai reinar pelas próximas 2-4 décadas. Essa resolução está nas mãos de um ex (?)coronel da  KGB  que poderia de fato destruir sua própria reputação com a impotência em vez de ação direta.Os vários cenários sobre uma invasão russa da Ucrânia Oriental foram pintadas no site e milhares de outras pessoas e enquanto cidadãos de língua russa continuam a morrer , a inacção por Putin ou indica um risco calculado que ele pode aproveitar as regiões que ele deseja com pouco se qualquer ação militar ou que a determinação do Ocidente é tão pobre que acabarão por desistir em face da guerra econômica a ser realizada a partir de Moscou.Eu realmente acredito que ambas as partes tem calculado mal após a anexação da Crimeia e continuam a fazê-lo com a instabilidade em Donbas , Kharkov , Odessa, e em todo o leste da Ucrânia em curso há mais de um mês, mais neste momento. Agora, as eleições estão completas e o novo presidente eleito P. Poroshenko aparentemente não tem a intenção de trabalhar com a Rússia de forma séria como seu serviço de bordo para as negociações com a Rússia também está sendo atendido com um ataque militar renovado e aumento nas forças rebeldes em Donetsk e em outrasáreas em torno de hoje. A parte mais crítica da afirmação de Poroshenko sobre o futuro foi destacado ontem, após sua vitória nas eleições:"Vamos tomar medidas sem hesitação para implementar o acordo de associação com a União Europeia . "Esta associação não pode ser permitida para avançar ou "linhas vermelhas " de Vladimir Putin vão aparecer para fazer dele o Obama da Eurásia , um fraco e impotente líder incapaz de lidar com os conflitos no exterior, muito menos  a proteger falantes do russo ou cidadãos étnicos, segundo a sua própria fronteira.A estratégia da OTAN para colocar uma cunha entre Kiev e Moscou está bem encaminhada com esta declaração do Karl Lamers , o chefe da delegação da Assembleia Parlamentar da OTAN nesta história através do serviço de notícias russa Interfax , esta manhã :Poroshenko deve tornar-se presidente de toda a Ucrânia - Assembleia Parlamentar da OTAN

    
Kiev.  Em 26 de maio ( Interfax ) - Karl Lamers , o chefe da delegação da Assembleia Parlamentar da OTAN durante as eleições presidenciais realizadas na Ucrânia em 25 de maio considera as eleições para ser bem sucedidas .

    
Lamers também apontou o papel admirável da administração da Ucrânia, que foi capaz de organizar adequadamente o processo eleitoral em uma situação muito difícil.

    
O novo presidente da Ucrânia terá dificuldades , mas ele deve representar todos os ucranianos e unir todos os ucranianos , independentemente da origem étnica e ou a língua , disse ele.Embora isso possa soar como o serviço de bordo obrigatória de wishful thinking ocidental para recriar a nação ucraniana em sua forma original , Lamers ignora o fato de que Poroshenko não reconhece a anexação da Crimeia e vai trabalhar para expandir em aumentar os laços com a UE e a OTAN se possível . A mudança de política dessa magnitude é tudo, mas ousando Putin para ocupar a Ucrânia oriental ainda assim ele não se moverá até que o novo presidente ucraniano visite Moscou. Depois que  a visita no entanto ocorrer , as opções de Putin continuarão a ser bastante limitadas e os resultados terríveis para todas as partes , o pior de tudo para a Rússia e Putin :1. Putin não age para proteger os cidadãos de língua russa no leste e as forças armadas da Ucrânia, com ajuda ocidental re- afirma o controle de suas fronteiras menos na  Crimeia. Este é o pior cenário e Putin se tornará um Obama como uma piada para a China , o Irã , potenciais futuras aliadas do Oriente Médio no Egito e na Líbia, e até mesmo para os parceiros europeus da OTAN.2. Putin corta toda a ajuda económica, incluindo gás natural, produtos alimentares e outros comércios com a Ucrânia , mas não invadirá militarmente para garantir o Oriente. Mais uma vez ele se parece com uma versão branca idosa de Obama para o mundo.3. Putin intervém militarmente e sanções econômicas dos Estados Unidos limitam a capacidade de Putin para realizar negócios com o Canadá e os EUA , mas a Europa não consegue participar das sanções. A Ucrânia oriental é perdida junto com as áreas em torno do Mar Negro  como Odessa incluindo a  Transnistria , garantindo , assim, um tampão suficiente entre a OTAN e a pátria russa. O governo ucraniano grita por socorro , mas o Ocidente , especialmente a Europa é incapaz de intervir para além da boca para fora , como de costume .De todos os resultados , é o mais provável , o clima é favorável para conduzir operações de combate limitados como a terceira opção, os militares ucranianos não querem fazer parte de um conflito direto com os russos , e que o governo ucraniano está falido e incapaz de sustentar um combate para qualquer mais de uma semana ou mais. Tempo  Logicamente falando ,  para Vladimir Putin, vir a  agir é limitado e um fracasso para devido isso irá resultar em uma impotente enfraquecida Rússia, com pouca influência fora de suas próprias fronteiras.» (In «Um Novo Despertar 2»)

AS DEMOCRACIAS OCIDENTAIS APOIARAM O FASCISMO EM PORTUGAL, NA ESPANHA, NA GRÉCIA E NA AMÉRICA LATINA - O CASO ESPANHOL

Franco chegou ao poder através de um golpe de Estado contra a República e a Democracia em 1936. A Resistência a esse golpe de Estado só terminou em 1939, depois de mais de um milhão de mortos. O fascismo franquista, a nível de quantidade de mortos para chegar ao poder foi pior que o nazismo de Hitler e que o fascismo de Mussolini.
Para esmagar a resistência Franco teve o apoio de Salazar, de Hitler, de Mussolini e do Reino Unido.
Hitler apoiou oficialmente Franco com a elite da força aérea da Alemanha e Mussolini também o apoiou oficialmente, enviando tropas terrestres. Salazar apoiou discretamente. O Reino Unido forneceu material de guerra a Franco, mais ou menos secretamente. A França recusou agir contra Franco. A Resistência antifascista aguentou uma guerra-civil de 1936 a 1939.

O caso do fascismo franquista mostra que as democracias ocidentais só eram contra o fascismo que as ameaçava directamente. A França e o Reino Unido lutaram contra o fascismo alemão, mais conhecido por nazismo, porque Hitler era uma ameaça para estes países.

Guilhotina.info


«A Ascensão do #Fascismo em #Espanha

O fascismo espanhol, conhecido como Franquismo, chega ao poder após a guerra civil espanhola, em 1939. Conta com o apoio dos fascismos italiano e português e do nazismo alemão e a benevolência das potências ocidentais que não impediram os crimes alemães óbvios. Pelo tratado de Versalhes a Alemanha estava proibida de exportar armas (artigo 170) e de enviar tropas para qualquer país estrangeiro (artigo 179). Perante tais violações as potências ocidentais “defensoras” da democracia nada fizeram.

Imediatamente a seguir à Guerra Civil existe fome e pobreza generalizada em Espanha. Esta situação continua ao longo da II Guerra Mundial, até aos anos 50. Nos anos 50 dá-se uma ainda maior aproximação aos aliados ocidentais (que em menos de 5 anos passaram de combater o fascismo, para serem seus aliados), com entradas na OTAN, ONU e o apoio económico dos EUA. Este apoio ocidental melhora o nível de vida em Espanha e existe crescimento económico na década de 60 através das parcerias com as democracias ocidentais.

Tal como em #Portugal debaixo de Salazar a propaganda assume um papel fundamental na manutenção do regime. Esta propaganda está presente desde a escola, aos media, passando pela fiel apoiante, a Igreja Católica. O enaltecimento constante do trabalho, da passividade, da concordância, do império, da fé, do nacionalismo, da tradição (o flamenco e as touradas) e dos valores (a família, a violência doméstica). A igreja católica é apoiante de Franco desde o início, criando a imagem do salvador/ cruzado que “salvou” Espanha dos perigosos ateus e bárbaros. Os tecnocratas da Opus Dei, que chegam ao regime em 1959, são a fusão entre a igreja e o estado fascista. Também os monárquicos são o apoio deste regime, que mantém os privilégios desta classe.

Mas a desigualdade económica, a pobreza, o desemprego, o trabalho infantil, o analfabetismo, a emigração, a imobilidade social imperam e são constantes durante todo o regime. Tal como em Portugal, apenas o “sindicato” corporativista do regime era permitido e toda a atividade sindical restante foi proibida. Mesmo o capitalismo liberal dos anos 60 e 70 não impedem esta miséria, bem pelo contrário fazem-na proliferar. Os oligarcas da construção e da industria prosperam e apoiam a ditadura franquista economicamente. » (In «Guilhotina.Info»)

O TRAIDOR DERROTADO HOLLANDE ENVOLVIDO DIRECTAMENTE EM PROVOCAÇÕES DE GUERRA À RÚSSIA. PUTIN TEM O INIMIGO ÀS PORTAS, A FAZER PROVOCAÇÕES


Países membros da NATO colocaram  três navios  no Mar Negro, perto da Rússia: o francês La Fayette classe fragata Surcouf, o Dupuy de Lome navio da espionagem francesa, e dos EUA um cruzador da classe Ticonderoga Aegis, com mísseis guiados.

A Rússia respondeu com manobras de aviões de guerra no Mar Negro. Temos a Guerra Fria 2, sem equívocos, no terreno. Só falta começarem a combater.



Uma verdade muito inconveniente pouco divulgada é que a Guerra Fria 1 também foi Guerra Quente muito violenta. Durante a Guerra da Coreia (1950-1953), os Estados Unidos ocuparam a Coreia do Norte e foram atacados com alta violência pelo Exército da China e pela Força Aérea da União Soviética/Rússia. O ataque em larga escala da China e da União Soviética/Rússia aos Estados Unidos, na Coreia do Norte, representou a maior derrota militar dos Estados Unidos de sempre, porque as tropas dos Estados Unidos foram expulsas da Coreia do Norte.

«DUELO DE TITÃS

Lieutenant Colonel James JabaraEm 20 de maio de 1951, 28 jatos F-86 Sabre do 335º FIS engajaram 30 MiG-15 do 196º IAP sobre o “MiG Alley”. Com 58 caças em combate esta era a maior batalha aérea até aquela data. O capitão James J. Jabara era membro do 334º FIS, mas quando a unidade rotacionou, ele ficou no 335º para se tornar o primeiro Ás a jato da USAF, pois para ele só faltava uma vitória.
Apesar de não ter conseguido ejetar um dos seus tanques suplementares e estar voando com perigosa carga assimétrica, Jabara conseguiu abater o piloto soviético Kapetan Nazarkin, forçando-o a abandonar a aeronave.
Aquele foi seu quinto abate e tornou Jabara o primeiro Ás de jato-versus-jato da História. Jabara também atacou um outro MiG que diz ter abatido, mas foi logo atacado por dois MiG-15, um deles pilotado pelo futuro Ás russo Starshij Lejtenant V. N.Alfeyev, que alvejou seu Sabre com projéteis de 23mm.
Jabara foi salvo pela intervenção de outro F-86, pilotado por Eugene Holley, que forçou Alfeyev a desengajar, mesmo quando Holley estava ligeiramente avariado pelo ala de Alfeyev, Starshij Lejtenant Fiodor Shebanov.
Jabara conseguiu pousar, mas seu F-86 BuNo 49-1318 estava tão furado de balas que foi considerado “written off”. A despeito disso, Jabara estava muito feliz: ele era agora o primeiro Ás da era jato-versus-jato e sobreviveu para contar sua história. Jabara foi enviado imediatamente para os EUA. Mas de acordo com os registros russos, o “score” de Jabara era de 4 abates e ele só se tornaria Ás no seu segundo tour, em 1953.
Durante este combate, dois americanos foram creditados com três MiG “kills”, com Jabara requerendo dois e Milton E. Nelson o terceiro, mas realmente só o MiG de Nazarkin foi perdido. Quatro pilotos russos reclamaram o abate de um Sabre cada (Majores Kirizov, Alfeyev e Shebanov, e Coronel Yevgeni Pepelyayev), quando na verdade o abate de Alfeyev foi “write off”, o de Shebanov foi avariado e o “kill” de Pepelyayev foi o único confirmado. Aquele foi o primeiro de 19 “kills” que esse grande piloto russo iria fazer durante a guerra.
MiG-15s na Coreia
Neste primeiro duelo de titãs, os dois Ases Jabara e Alfeyev se enfrentaram. Ambos voltaram para suas bases com os aviões tão avariados que foram considerados “write offs”. A foto que foi tirada “logo após a missão”, mostrando Jabara na frente de um F-86, na verdade era outro avião, não o que ele voou.» (In «aereo.jor.br»)
Os Estados Unidos ponderaram utilizar bombas atómicas, mas constataram que se o fizessem a União Soviética/Rússia faria o mesmo.

TURBULÊNCIA PÓS-ELEITORAL NO PS PORTUGUÊS


Considerando a derrocada de muitos partidos da Internacional Socialista nas eleições para o Parlamento da chamada «União Europeia» no passado domingo os resultados do PS em Portugal até não foram maus, porque ganhou as eleições. Muita gente do PS pensava que o voto de protesto contra a coligação de traidores PSD+CDS seria através do PS, essencialmente. No entanto, os votos brancos e nulos foram 7,5%. Se um novo partido tivesse estes votos elegeria dois deputados.
O caso Marinho Pinto é muito marcante. Muita gente que o ouviu ficou a pensar que ele estava próximo do PS. A CDU teve uma boa votação. O BE é que perdeu dois deputados, porque tinha três e só elegeu uma deputada. Tudo isto mostra que o voto de protesto contra os traidores PSD-CDS foi muito diversificado.
António Costa, presidente da Câmara Municipal de Lisboa, aproveitou esta dispersão dos votos contra os traidores PSD-CDS para atacar o líder do PS António José Seguro, candidatando-se ele próprio a líder do PS.
Acho bastante lógico tudo isto, porque vivemos tempos de incertezas.
Relativamente a António Costa, o importante é o seu programa de eventual governação.
Para mim o que me desagradou mais em António José Seguro foi ele ter assinado o Tratado Orçamental, que provoca austeridade «eterna».

Espero que haja um congresso extraordinário do PS, para que sejam debatidas ideias de governação.

quarta-feira, 28 de maio de 2014

PUTIN DEIXA CHACINAR OS UCRANIANOS-RUSSOS E FICA COM O INIMIGO ÀS PORTAS DA RÚSSIA



Estaline desenhou o mapa da República da Ucrânia, mas não teve medo aos nazis. A batalha de Kiev em 1941 foi uma pesada derrota para Estaline frente aos nazis. Mas, houve uma segunda batalha de Kiev sob o comando de Estaline e os nazis foram, objectivamente, massacrados, digamos que muitos deles foram exterminados em combate.
Estaline não previu os ódios étnicos dentro da Ucrânia, cujo mapa desenhou meticulosamente (sem a Crimeia).

Putin deixa massacrar os ucranianos-russos, estando à frente de uma potência nuclear, deixa-os morrer como cães às mãos dos fascistas-nazis de Kiev. Esta é a realidade. Há um declínio da inteligência das elites políticas da Rússia em 2014.


«Guarda Nacional da Ucrânia usa balas explosivas proibidas perto de Luhansk

Guarda Nacional da Ucrânia usa balas explosivas Banned Perto Luhansk
00:37 28/05/2014
Tags: balas explosivas , Guarda Nacional , Ucrânia , Luhansk
Luhansk, 28 de maio (RIA Novosti) - Soldados da Guarda Nacional da Ucrânia usaram balas explosivas proibidas enquanto bombardeavam a cidade de Rubizhne, perto Luhansk, disseram  membros das forças de autodefesa locais à RIA Novosti quarta-feira.
"Eles começaram a disparar balas explosivas em áreas residenciais. As pessoas começaram a se esconder em porões ", disse ele. "Aparentemente, a Guarda Nacional não sabe que as balas explosivas são proibidas por convenção internacional", acrescentou.
Tiros  atualmente pararam  na área e não houve relatos de feridos.
Moradores relataram anteriormente que o tiroteio tinha retomado na cidade e continuou durante toda a noite com  intervalos de 5 a 10 minutos.
Protestos pró-federalização já varreram regiões do Sudeste da Ucrânia, em resposta à mudança de regime em Kiev em fevereiro e à destituição do presidente legítimo do país, Viktor Yanukovich.
Em meados de abril, o governo interino da Ucrânia lançou uma operação especial para combater a federalistas, mas não conseguiu ganhar o controle sobre as repúblicas independentes auto-proclamadas. Moscou descreveu a operação como um ato punitivo.» (In «RIA Novosti»)

O COLAPSO IDEOLÓGICO DA INTERNACIONAL SOCIALISTA DEU ORIGEM AO COLAPSO NOS VOTOS


A traição da Internacional Socialista aos seus ideais deu origem ao seu colapso nos votos.
A invasão do Iraque atrás das mentiras dos neoconservadores, a tortura em Guantánamo, pelo trabalhista Blair…!!!! François Hollande traiu o seu eleitorado, frontalmente. O apoio à Junta Fascista-Nazi de Kiev da Internacional Socialista é aberrante. Assim para que serve a Internacional Socialista? Os partidos da IS não querem saber dos Direitos Humanos para nada, nem dos direitos sociais dos trabalhadores. Agora os eleitores não querem os partidos da Internacional Socialista, porque a Internacional Socialista se suicidou ideologicamente.

«Por Ana Sá Lopes
publicado em 27 Maio 2014 - 05:00
A social-democracia em coma induzido

Zapatero ofereceu o corpinho socialista à gestão alemã da crise. O resultado está aí
É natural que Seguro e Alegre se tenham agarrado ao argumento de que, face ao devastador resultado dos socialistas e dos sociais-democratas na Europa, o PS até não tinha feito má figura. Depende de onde se olha: visto da Europa, o resultado de Seguro é genericamente bom. Os magríssimos 31% do PS nacional são de longe melhores do que o trabalhista Ed Milliband na oposição conseguiu arranjar no Reino Unido. O Labour arrastou-se para um segundo lugar, com o UKIP, o partido anti-Europa e anti-imigrantes, a vencer as eleições, rompendo com 110 anos de alternância entre conservadores e trabalhistas. Na Grécia, o PASOK – o primeiro partido socialista a implantar uma política de austeridade – finou-se. Em Espanha, o socialista Rulbalcaba demitiu-se perante a derrota nas urnas e em França os eleitores que tinham dado a vitória a Hollande empenharam--se agora no discurso anti-austeritário (e anti-imigrantes também) de Marine Le Pen, atirando os socialistas para terceiro lugar. Assim, de repente, em dois países fundadores da União Europeia do pós--guerra – Inglaterra e França –, a extrema-direita vence. Na Bélgica está bem encaminhada, na Holande idem e entre os fundadores só o minúsculo Luxemburgo está livre do perigo. Só Itália, o sexto país dos sonhadores de 1957, dá alguma esperança aos socialistas, mas o palhaço Beppe Grillo tem mais de 20 e a Forza Italia 16.

O que é válido genericamente por toda a Europa também serve de lição em Portugal. A social-democracia não serviu para nada durante a grande recessão, não se constituiu como alternativa a nada e o falhanço de Hollande é só o mais espectacular de todos. Zapatero, o anterior primeiro-ministro socialista espanhol, foi o primeiro a gabar-se de ter enfiado o famoso défice zero na Constituição, dando alegremente o corpinho socialista ao manifesto da gestão alemã da crise. Se os socialistas não têm nenhuma alternativa a não ser o famoso slogan Tiririca – “pior do que está não fica” –, é natural que o eleitorado lhes vire as costas, prefira a direita original, estagne na abstenção ou deixe engordar os partidos anti-sistema.


O resultado de Seguro é mais um sintoma do coma induzido em que estão os socialistas europeus, que não têm alternativa rigorosamente nenhuma ao directório da austeridade e são co-responsáveis pelas erradas soluções da crise.» (In jornal «i» net)

GUERRA TOTAL NA UCRÂNIA SEMELHANTE À II GUERRA MUNDIAL EM QUE OS FASCISTAS-NAZIS COMEÇARAM A VENCER, MAS...

«Quase 100 mortos em Donetsk nas hostilidades de segunda-feira - federalistas

Soldados da milícia Donbass pessoas perto do aeroporto internacional Donetsk
14:32 27/05/2014
Palavras-chave: operação militar , número de mortos , Donetsk
DONETSK, 27 de maio (RIA Novosti) - Mais de 50 membros das forças de auto-defesa locais e quase o mesmo número de civis foram mortos em confrontos na segunda-feira com tropas pró-Kiev, na cidade ucraniana de Donetsk no leste, disse o primeiro-ministro da auto -proclamada República   de   Donetsk  nesta terça-feira.
"Perdemos mais de 50 milicianos. Um monte de pessoas ficaram feridas quando o exército ucraniano atacou dois Kamaz [caminhões] transportando feridos da zona de confrontos perto do aeroporto. Pelo menos 15 pessoas morreram em seguida, "Alexander Borodai disse aos jornalistas que se reuniram do lado de fora de um necrotério da cidade.
Na segunda-feira, Donetsk foi alvo de uma operação especial das forças pró-Kiev. Depois de uma batalha no aeroporto Donetsk, as forças de auto-defesa se retiraram, depois de terem sido bombardeadas por aviões ucranianos.


Unidades da Guarda Nacional do regime de Kiev começaram a se mover em direção ao centro da cidade, mas federalistas bloquearam o seu caminho com  veículos, e o tiroteio estourou.
"Dois de nossos veículos Kamaz foram baleados tanto do ar, a partir de helicópteros e de uma emboscada no chão. O ataque aos feridos contradiz todas as convenções internacionais ", disse Borodai.
A maioria dos federalistas foram mortos quando tropas ucranianas usaram helicópteros e aviões de combate contra eles, acrescentou.
Cerca de 50 civis morreram quando as tropas ucranianas abriram fogo contra as forças de auto-defesa que estavam em retirada através de bairros residenciais.
Várias dezenas de cadáveres foram mostrados aos jornalistas. A maioria das vítimas entre os ativistas de auto-defesa eram cidadãos locais. Não há cidadãos russos  entre eles, disse ele.
Também houve baixas entre as tropas ucranianas, disse Borodai.
O exército ucraniano está agora controlando apenas o aeroporto. Todos os obstáculos que se aproximam da cidade estão sob o controle das forças de auto-defesa.
Os confrontos mortais vieram após a votação presidencial de domingo no país em meio a uma operação militar de grande escala lançada pelas novas autoridades de Kiev para reprimir os manifestantes que se recusam a reconhecer a legitimidade do governo.
Depois de afirmar a vitória na eleição, Poroshenko disse que a operação especial no leste da Ucrânia deve continuar e tornar-se mais eficaz. Na segunda-feira, Poroshenko disse que estava pronto para se sentar à mesa de negociações com todas as pessoas das regiões turbulentas de Donetsk e Luhansk, mas acrescentou que forças armadas ilegais devem depor as armas.» (In «RIA Novosti»)

A REDE CRIMINOSA GUANTÁNAMO E SUCURSAIS UMAS CONHECIDAS OUTRAS SECRETAS É UM EXEMPLO DE BARBÁRIE EM NOME DA DEMOCRACIA


«Continuam as vergonhas de #Guantánamo. Tribunal aprova alimentação forçada.

Anos depois do presidente Obama ter prometido fechar o centro de tortura de Guantánamo, os abusos de prisioneiros continuam. Foi descoberto há algum tempo que estavam a ser usadas técnicas de alimentação forçada extremamente dolorosas e intrusivas para impedir os prisioneiros de levar a cabo greves de fome, negando-lhes até a dignidade de morrer perante a sua tortura e encarceramento continuado.

Rapper Mos Def submeteu-se ao processo em 2013 para demonstrar o quanto custa:http://www.theguardian.com/world/video/2013/jul/08/mos-def-force-fed-guantanamo-bay-video

Agora um tribunal veio validar essas práticas como legítimas, para "preservar o bem-estar" dos prisioneiros.

ENG
«US military must be allowed to force-feed Guantánamo detainee, judge rules

Judge lifts restraining order that stopped Abu Wa'el Dhiab being force-fed because of the 'very real probability that Mr Dhiab will die'»

http://www.theguardian.com/world/2014/may/23/us-military-force-feeding-guantanamo-detainee-judge