segunda-feira, 21 de abril de 2014

VERDADE INCONVENIENTE – NO CENTRO DA CIDADE DO PORTO NÃO HOUVE LIBERDADE DE EXPRESSÃO NEM DE MANIFESTAÇÃO PARA OS ADEPTOS DO BENFICA APEDREJADOS E AGREDIOS PERANTE A PASSIVIDADE DA PSP

Às vezes parece que estamos no feudalismo e m Portugal. O Porto tornou-se um feudo não se sabe bem de quem. A PSP recusa-se, na prática, a defender as leis da III República, na cidade do Porto, concretamente a Avenida dos Aliados e na Praça da Liberdade, permitindo a ocupação do centro da cidade por grupos fascistas violentos, que proibiram o direito de expressão do pensamento e de manifestação, agora em nome de uma perversa concepção de desporto.


A RTP noticiou o facto, enquanto que a SIC Notícias fez Censura («1. A censura à imprensa funda-se na disposição do art. 22º da Constituição de 1933, que incumbe ao Estado a defesa da opinião pública de todos os factores que a desorientem contra a verdade, a justiça, a boa administração e o bem comum.» (In «Instruções sobre a Censura à Imprensa»), dizendo que o local de manifestação dos adeptos do Benfica era a Rotunda da Boavista, mas não explicou que era por razões de medo, porque frente à Câmara Municipal do Porto grupos fascistas proibiam a liberdade, impunham a ordem fascista, paradoxalmente também na Praça da Liberdade.


Grupos fascistas impuseram a sua ordem no centro da cidade do Porto, atirando pedras e garrafas contra automóveis e contra peões, que desejavam usufruir da Liberdade de expressão de pensamento e de manifestação, que lhes foi negada, na prática.

Sem comentários:

Enviar um comentário