sábado, 12 de abril de 2014

O NEOLIBERALISMO QUER RESTAURAR A ESCRAVATURA


O neoliberalismo aumenta o desemprego, constituindo um exército de desempregados esfomeados que faz baixar os salários, acentuadamente. Isto, na prática, conduz ao trabalho escravo. A escolha é entre a morte ou a escravatura.
Nos países «ajudados» pela Troika, isto é, arruinados, até querem premiar o despedimento ilegal, com uma indemnização irrisória.

Como escreveu o ex-deputado do PSD Pacheco Pereira este governo de Passos Coelho está a «salgar» o país, quer dizer que está a arruinar algumas pessoas que já não recuperarão mais.


A ruína de Portugal foi comemorada por três praticantes dessa ruína, Passos Coelho, Cavaco Silva e Durão Barroso.

O neoliberalismo quer privatizar os lucros e nacionalizar os prejuízos.
O neoliberalismo é uma ideologia da alta burguesia e dos seus lacaios. Um objectivo crucial do neoliberalismo é destruir o mais possível o Estado e destruir o conceito de bem comum. Mas, o Estado para o neoliberalismo é para servir a alta burguesia. 155 milhões de euros deu Passos Coelho aos colégios privados, que como empresas  privadas deviam viver, exclusivamente, de capitais privados; este é um exemplo de entrega escandalosa de dinheiros públicos a privados.
O desemprego em massa é fomentado pela facilidade em despedir. A precariedade torna o trabalho muito incerto.
O desemprego em massa, a precariedade no trabalho, a fome, um salário mínimo baixíssimo tornam o trabalho, uma exploração desenfreada, na prática, uma escravização de muitos trabalhadores.

Sem comentários:

Enviar um comentário