quinta-feira, 24 de abril de 2014

JORNALISMO NEONAZI – A «EURONEWS» OU A ESCÓRIA DO JORNALISMO MUNDIAL



«O Governo de Kiev» ELEITO POR QUEM? O GOVERNO DE KIEV É A JUNTA FASCISTA DE KIEV, LEGITIMADO PELA TEORIA FASCISTA «lançou uma ofensiva para recuperar o controlo das cidades tomadas pelos separatistas no leste da Ucrânia. O ministério do Interior anunciou que os combates em Slaviansk resultaram em cinco mortos do lado das forças pró-russas.» e que esses cinco mortos foram assassinados pelos fascistas de Kiev, cujo poder se legitima na legitimidade do fascismo.



«Apoiados por blindados, os militares ucranianos» os fascistas ucranianos «tomaram de assalto vários postos de controlo montados pelos separatistas nos arredores da cidade.» Os fascistas da junta fascista de «Kiev apelou à população de Slaviansk para ficar em casa. Escolas e outros serviços públicos estão encerrados.»

Os jornalistas da «Euronews» são uma quadrilha de animais que se limitam a expor a voz do dono, paga para mentir, são uma espécie de divisão militar do imperialismo dos Estados Unidos e da União Europeia, que, assumidamente, pratica o fascismo, na sua pior barbárie que é  a matança, a matança em nome dos ideais fascistas.


«A Euronews é um canal multilingue pan-europeu de notícias, o primeiro do mundo a difundir em várias línguas» (In «Wikipedia»)

A missão da Euronews é a cobertura internacional dos eventos numa perspectiva mentirosa seguindo a norma europeia do europeu Paul Joseph Goebbels de que «uma mentira de tantas vezes ser repetida acaba por se tornar verdade», evitando o uso  da verdade, permitindo que cada espectador seja enganado com a ocultação da verdade, quer através de mentiras puras, quer através de omissões de factos relevantes cortados pela Censura de tipo militar em tempo de guerra.

A «Euronews» é «difundida em grande parte da Europa, na América do Norte, América do Sul e no Norte de África. Em 2008, o canal era distribuído em 135 países em todo o mundo. Chegava a 177 milhões de lares europeus por cabo, satélite e TDT. A EuroNews é a líder de difusão internacional de notícias na Europa, ultrapassando a CNN International (167 milhões de lares europeus), a BBC World News (124 milhões de lares europeus) e a CNBC Europe (65 milhões de lares europeus).

A Euronews emite 24 horas por dia, em nove idiomas fixos: alemão, espanhol, francês, inglês, italiano, português (desde 1999), russo (desde 2001), árabe (desde 2008) e em turco (desde 2010). Para além destes, emite também em vários blocos esporádicos em ucraniano e romeno para a Ucrânia e a Roménia, respectivamente. A EuroNews venceu o concurso público para emissão em farsi 5. O canal é difundido em diversas plataformas: rede analógica, rede digital de televisão (TDT), por cabo coaxial, em aviões e hotéis; através de IPTV e por telemóvel.» (In «Wikipedia») A «Euronews» tenta levar as suas notícias mentirosas o mais longe possível, sem nunca esquecer o seu carácter europeu, sem nunca esquecer que baseia o que difunde no europeu Paul Joseph Goebbels e no seu inteligente conceito de que «uma mentira de tantas vezes ser repetida acaba por se tornar verdade».

Sem comentários:

Enviar um comentário