segunda-feira, 10 de março de 2014

HUMILHAÇÃO FINANCEIRA E INTELECTUAL


Os adivinhos como Cavaco dizem que Portugal precisa de mais 20 (vinte) anos de empobrecimento. Chamam ao empobrecimento «austeridade». Os economistas da Direita tornaram-se adivinhos, têm «poderes mágicos», porque conseguem adivinhar o futuro.
Isto a que chamam «austeridade» é empobrecimento da maioria dos cidadãos e enriquecimento da pequena minoria da alta burguesia e dos seus lacaios.
A «austeridade» em Portugal é ditada por Berlim. Temos duas fotografias a seguir da austeridade imposta por Berlim.

A política do governo Coelho-Portas humilha financeiramente a maioria dos portugueses.
Outra humilhação além da financeira é a intelectual.
José Rodrigues dos Santos é um ignorante pró-Berlim e pró-Washington. Não sabe o que foi o Império Austro-Húngaro nem sabe as consequências da II Guerra Mundial. Não sabe quem inventou a República da Ucrânia, deve pensar que a Ucrânia é um Estado independente há mais de mil anos. Não sabe ou faz que não sabe quem foi Nikita Krutchov. Não sabe ou faz que não sabe que Nikita Krutchov tirou a Crimeia em 1954 à República Socialista Soviética da Rússia e a deu à República Socialista Soviética da Ucrânia, através de um golpe de Estado palaciano.
Os outros correspondentes das televisões portuguesas, tal como José Rodrigues dos Santos, humilham a inteligência e a instrução dos portugueses.

O fascismo de rua da Capriles na Venezuela, um lacaio do Reich dos Estados Unidos, é exibido nas televisões portuguesas, mas ninguém fala da tomada do poder pelo fascismo de rua de Mussolini em 1922, e nas semelhanças entre o fascismo de rua de Mussolini, com o fascismo de rua de Capriles.

Sem comentários:

Enviar um comentário