terça-feira, 18 de março de 2014

REPÚBLICA DA CRIMEIA ESCOLHEU PERTENCER À FEDERAÇÃO DA RÚSSIA

A maioria esmagadora dos habitantes da actual República da Crimeia é constituída por russos.
O golpe de estado palaciano, de 1954, do ditador ucraniano da União Soviética Nikita Krutchov, que entregou a Crimeia à RSS da Ucrânia, foi anulado em referendo pelos russos da Crimeia. Mais de 90% dos votantes no referendo quiseram anular o golpe de estado do ditador Nikita Krutchov de 1954 e votaram pela reintgração da Crimeia na Rússia.

A República da Crimeia escolheu o óbvio, voltar a pertencer á Rússia como pertencia em 1953.

«Gorbachov diz que referendo na Crimeia "corrigiu erro histórico"
por Lusa, texto publicado por Paula Mourato
O último presidente da União Soviética, Mikhail Gorbachov, apoiou hoje o referendo de domingo na Crimeia, onde uma ampla maioria da população se manifestou a favor da união com a Rússia, ao considerar que corrige um erro histórico.
"Se antes a Crimeia foi incorporada na Ucrânia em conformidade com as leis soviéticas, isto é, segundo as leis do Partido [Comunista da URSS], sem consultar a população, desta vez o povo corrigiu aquele erro", disse Gorbachov à agência noticiosa russa Interfax.
O último líder soviético, com 83 anos, acrescentou que "esse ato tem de ser saudado e não devem ser aplicadas sanções", numa referência às pressões que os países ocidentais pretendem exercer sobre Moscovo, e ao não reconhecimento da legitimidade da consulta popular na república autónoma ucraniana.
A estratégica península, banhada pelo Mar Negro, foi cedida à Ucrânia em 1954 pelo então líder soviético Nikita Khrushchev, quando a Ucrânia e a Rússia integravam a URSS.» (In «Diário de Notícias» net)

Sem comentários:

Enviar um comentário