domingo, 2 de março de 2014

A UCRÂNIA, A RÚSSIA E O REICH DOS VENCIDOS


Em primeiro lugar interessa analisar a Europa em 1913.


Também interessa verificar as subdivisões do Império Austro-Húngaro.

A seguir o mapa dos grupos étnicos do Império Austro-Húngaro.



A seguir observemos a Europa depois da I Guerra Mundial em 1919. 

Dissolução do Império Austro-Húngaro pelo Tratado de Trianon. As três regiões fundamentais, a cinzento a Áustria, a castanho claro claro a Hungria e a cor rosa a Bósnia e Herzegovina. Este tratado formalizou, no essencial, em 1920, o que já se passava no terreno, após a vitória dos Aliados na I Guerra Mundial.


Pormenores sobre as regiões em 1919

O I Reich da Alemanha no século X (dez) em 962

O II Reich da Alemanha em 1913

A República Alemã de Weimar em 1919

O III Reich da Alemanha em 1943

Depois de ter perdido a II Guerra Mundial a Alemanha foi dividida em zonas de ocupação. Temporariamente dividida em dois Estados e numa cidade-estado (Berlim Ocidental) a Alemanha somados os dois Estados e a cidade-estado ficou, em território, tal como é hoje, reduzida a menos de metade do III Reich e ainda mais pequena que a República de Weimar.

Estaline, natural do actual território da Geórgia, que dirigia a Rússia Soviética ou União Soviética (mais precisamente União das Repúblicas Socialistas Soviéticas, U.R.S.S., desde 1922, por decisão de Lenine) durante a II Guerra Mundial impôs o recuo da fronteira Oriental da Alemanha de mil anos, do século XX (vinte), para a linha dos rios Óder e Neisse do século X (dez). Os Estados Unidos e o Reino Unido, também vencedores da II Guerra Mundial, não se opuseram a tão drástica decisão. Para concretizar a sua decisão Estaline mandou expulsar casa a casa, das cidades, vilas e aldeias todos os civis alemães que viviam a Leste da linha Óder-Neisse (mais de dez milhões), muitos deles levando apenas as roupas. Por razões geográficas Estaline deu uma parte da Alemanha, bem maior que Portugal à Polónia, avançando a fonteira Oeste da Polónia até aos rios Óder e Neisse. Como compensação deste benefício concedido à Polónia Estaline anexou parte da Polónia que passou para a União Soviética.

No século XXI a Alemanha resolveu criar o IV Reich que se chama União Europeia.


O IV Reich da Alemanha conhecido por União Europeia faz lembrar o Império Romano. No Império Romano havia uma moeda única, o sestércio, para todo o império, enquanto que no IV Reich da Alemanha conhecido por União Europeia a moeda única, o euro, não vigora em todo o império, mas apenas em parte dele chamada Zona Euro. Também se deve referir que os líderes do IV Reich conhecido por União Europeia são naturais da Alemanha, enquanto que no Império Romano muitos imperadores não eram naturais da Itália como Trajano, que era natural do actual território da Espanha, o mais poderoso imperador romano. «Marco Úlpio Nerva Trajano (em latim: Marcus Ulpius Traianus; 18 de setembro de 53 — 9 de agosto de 117) nasceu em Itálica (atual Santiponce), na Bética, no sul da Hispânia, perto de Híspalis (depois Sevilha) em 53 d.C. Foi imperador romano de 98 a 117. Durante sua administração, o Império Romano atingiu sua maior extensão territorial graças às conquistas do leste. Trajano também é notado pelos seus extensos programas de obras públicas e as políticas sociais implementadas durante o seu reinado.» [Fonte «Wikipedia»] A seguir o Império Romano governado por Trajano.


A Ucrânia nunca tinha existido como nação independente e foi anexada por conquista à Rússia pelo czar Pedro o Grande no século XVII (dezassete).  [Pedro I da Rússia (em russo: Пётр Алексеевич Ромáнов; transl.: Pyotr Alekseyevich Románov) (Moscovo, 9 de Junho de 1672 — São Petersburgo, 8 de Fevereiro de 1725, alcunhado O Grande (em russo: Великий; transl.: Velikiy) 1 , foi czar da Rússia, e primeiro Imperador do Império Russo] (Fonte «Wikipedia») 
Lenine dirigiu a revolução comunista de Outubro de 1917 na Rússia.
A seguir um mapa da Ucrânia em 1920. Neste mapa verifica-se que a Península da Crimeia não pertencia à Ucrânia (pertencia à República Socialista Soviética da Rússia).
(21 Ucrânia, 12 Checoslováquia, 13 Polónia,  15 Hungria, 17 Roménia, 16 Jugoslávia)

Outro mapa da Europa em 1923


Lenine era russo, mas em 1922 ao transformar a Rússia em União Soviética prejudicou a república da Rússia e abriu uma caixa de Pandora.
Sucedeu-lhe Estaline, que não era russo, mas natural da actual Geórgia, como vimos.
Após a II Guerra Mundial para a república da Rússia só ficou da Alemanha Kalininegrado, a parte mais oriental da Alemanha (Prússia Oriental).
Depois de Estaline, passou a mandar na URSS um ucraniano, Nikita Krutchov, que deu mais território da república da Rússia à Ucrânia, a Península da Crimeia, no Mar Negro, no que se pode chamar de golpe de Estado palaciano em 1954.
Os russos fizeram um golpe de Estado e destituíram Krutchov e a partir daí a URSS foi sempre dirigida por russos, mas não foram suficientemente inteligentes para redesenharem o mapa da URSS de maneira a beneficiarem a república da Rússia.
A Ucrânia que fala russo fazia parte da Rússia e a os comunistas russos é que desenharam as fronteiras da república da Ucrânia, com prejuízo para a república da Rússia, hoje chamada Federação Russa ou Federação da Rússia.
A tal parte da Ucrânia a Oeste que foi conquistada por Estaline era, essencialmente, parte da Polónia. Em 1918 a Hungria foi quase toda anexada e a Galícia, pela Roménia e pela Polónia, com a destruição do Império Austro-Húngaro, que perdeu a I Guerra Mundial, como vimos.

Em última análise, a Ucrânia actual divide-se em duas, a antiga que fala russo e pertencia à Rússia desde o czar Pedro o Grande, desde o século XVII (dezassete), e antes disso nunca tinha sido um país independente, e a parte oeste conquistada por Estaline que pertencia à Polónia.

Ora, Berlim, em 2014, quer mandar na Ucrânia, como vingança («révanche») das derrotas na I Guerra Mundial e na II Guerra Mundial.


Em 1939 Hitler e Estaline estavam ambos interessados em adiar o confronto, que parecia inevitável, e que aconteceria, de facto, mais tarde, e que se viria a tornar o maior confronto militar da História da Humanidade. Assim realizaram o Pacto Germano Soviético de 1939, cujos mapas a seguir clarificam.


O que restou da Alemanha em 1945, sob ocupação militar estrangeira. A Leste acaba na linha Óder-Neisse, que se pode observar atrás no mapa do III Reich a azul.

Mapa da Europa em 2014

Sem comentários:

Enviar um comentário