quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

FALÊNCIAS, DESEPREMPREGO, EMPOBRECIMENTO, POBREZA, MISÉRIA, FOME E MORTE – ESTÁ TUDO MUITO BEM PARA COELHO E PORTAS


Passos Coelho e Vítor Gaspar, com a anuência de Paulo Portas e Cavaco Silva, mal ganharam as eleições a mentir, fizeram um golpe de Estado de Direita, semelhante ao que Hitler fez na Alemanha, após ganhar as eleições.
Para Passos Coelho tempos excepcionais justificavam medidas excepcionais. Para Hitler tempos excepcionais justificavam medidas excepcionais.
Os líderes nazis, que não se suicidaram ou fugiram, foram julgados, condenados à morte e executados.
Hitler governou contra o Estado de Direito. Passos Coelho, Vítor Gaspar, Paulo Portas e Cavaco Silva têm governado contra o Estado de Direito.
Uma das piores coisas do regime da III República de Portugal é a impunidade dos crimes cometidos pelo governo.
Hitler governou contra a Constituição Alemã de Weimar, Passos Coelho, Vítor Gaspar, Paulo Portas e Cavaco Silva têm governado contra a Constituição em vigor, embora Cavaco Silva não o tenha feito tanto e tenha travado algumas medidas inconstitucionais do governo, mas não todas.
A chamada Troika (FMI + falsa «Comissão Europeia» + falso «Banco Central Europeu») têm afirmado, claramente, que são contra o Estado de Direito e contra as instituições da Democracia, especialmente contra o Tribunal Constitucional português.
Ninguém referendou a arquitectura legislativa da moeda euro e do falso «Banco Central Europeu», o que é realmente importante não é referendável.

A Troika mais o governo de Passos Coelho têm sido fabricantes de falências de empresas, de desemprego, de empobrecimento, de pobreza, de miséria, de fome e de morte por ausência de cuidados médicos. Sentem-se orgulhosos das desgraças que causaram, sentem-se orgulhosos do sofrimento que causaram.

Sem comentários:

Enviar um comentário