sábado, 18 de janeiro de 2014

CRÍTICA DEMOLIDORA À TRAIÇÃO POLÍTICA DE HOLLANDE

Ia escrever um texto sobre a traição política do falso socialista francês François Hollande. Ia dizer mais ou menos o que li noutro blog, logo aqui vai o texto.



«O discurso triunfal de François Hollande na terça-feira, anunciando que "não tem ideologia", é um "realista" e um "patriota" é um marco simbólico da inutilidade em que se transformaram os socialistas europeus. O programa contra a austeridade com que Hollande ganhou as eleições francesas já tinha sido enfiado num saco e atirado ao rio. Desde terça-feira, o Sena está cheio de cadáveres de socialistas. Morreram todos às mãos do pensamento único da inevitabilidade emitido a partir de Berlim, com grandes apoios em importantes capitais, no sistema financeiro que nos levou à crise e na Comissão Europeia. A conferência em que Hollande se proclamou "sem ideologia" mostrou ao mundo para que serve um socialista a governar o segundo país mais forte da União Europeia: é igual a um tonitruante zero.»

Ana Sá Lopes» (Cit. no blog «Entre as brumas da memória»)

Sem comentários:

Enviar um comentário