terça-feira, 31 de dezembro de 2013

2013 FOI UM ANO DE INSTITUCINALIZAÇÃO DO APARTHEID FISCAL EM PORTUGAL, COM A AJUDA DO TC


O governo consegue ser pior que o Tribunal Constitucional, mas a maioria dos juízes do TC é desonesta. A Constituição portuguesa considera que para rendimentos iguais impostos iguais.

Segundo a Constituição os impostos são sobre o rendimento. Segundo a Constituição não há impostos especiais para negros, e também não há impostos especiais para reformados. Esta institucionalização do apartheid fiscal que penaliza os reformados, que são considerados negros, e por isso de uma raça inferior, e por serem considerados de uma raça inferior pagam mais impostos que os outros, é uma escandalosa injustiça e uma aberração jurídica.

Sem comentários:

Enviar um comentário