segunda-feira, 28 de outubro de 2013

PARA ALÉM DA TROIKA

Portugal em 2013 está ser governado por traidores ao serviço de interesses estrangeiros, como estava em 1639 e em 1640 até ao último dia de Novembro.
Os argumentos dos traidores actuais sejam o Passos, o Portas e outros como eles são semelhantes aos dos traidores de 1639 – o discurso da «inevitabilidade», do «tem que ser»…
Os traidores actuais são os governantes e quem os apoia. Nas televisões aparecem traidores especializados em Economia, em Jornalismo, em Sadismo, em Hipocrisia…

O discurso dos traidores que apoiam este governo já é insuportável e os seus argumentos são insuportáveis...

Sem comentários:

Enviar um comentário