terça-feira, 29 de outubro de 2013

A TENTATIVA DE GOLPE DE ESTADO DE PASSOS COELHO


O Orçamento de Estado para 2014 configura uma tentativa de golpe de Estado de Passos Coelho. Este orçamento é, frontalmente, contra a Constituição em vigor e representa uma tentativa de impor uma Ditadura temporária de Passos Coelho.
Se o Tribunal Constitucional deixar passar os cortes nas reformas já atribuídas e a nova tabela salarial da Função Pública está consumado o golpe de Estado, apoiado por Cavaco, porque isso representa o fim da Constituição em vigor, visto que o poder executivo, nesse caso, governaria de acordo com outra Constituição, não de acordo com a que está em vigor.
O governo de traidores é constituído por débeis intelectuais, mas perigosos, porque estão no poder.
A corja de comentadores «independentes» pró-Troika e de assumidos elementos do PSD, faz lembrar os apoiantes dos traidores que governaram Portugal, às ordens do rei da Espanha, de 1580 a 1 de Dezembro de 1640.
Actualmente há um ataque cerrado contra a Democracia portuguesa por parte da União Europeia e do FMI.

Irá o poder executivo de traidores débeis intelectuais conseguir anular o Estado de Direito em Portugal, como querem a União Europeia e o FMI?

Sem comentários:

Enviar um comentário