quarta-feira, 3 de julho de 2013

GOLPE DE ESTADO MILITAR NO EGIPTO

«O golpe de Estado no Egipto foi consumado. Os militares anunciaram na televisão a deposição do presidente Morsi, a revogação da Constituição e a dissolução do Parlamento depois de uma grande mobilização de tropas no Cairo.» (In «El País» net, trad.)


O Egipto está numa situação perigosíssima, que pode dar origem a uma guerra-civil. A «Irmandade Muçulmana» não conseguiu gerir a situação.

Afinal a falsamente chamada «Primavera Árabe» não é mesmo uma Primavera. Houve um ciclo de mudanças mas não há «o fim da História». Foi bom ter caído a ditadura egípcia de Mubarak, mas já começou hoje outra.

1 comentário:

  1. Muito bem dito!!!
    E é claro que os norte-americanos e os israelitas estão por detrás deste golpe de estado. Aliás, o indivíduo que eles "interinamente" querem pôr a mandar no país (um civil pau-mandado dos militares) é aquele que os EUA defendiam, desde o início (desde a saída de Mubarak) para ir para o poleiro.

    ResponderEliminar