domingo, 2 de junho de 2013

PAULO PORTAS E A LINHA VERMELHA


Paulo Portas disse que cortar nas reformas e nas pensões era uma linha vermelha cuja ultrapassagem não podia tolerar.
Os cortes nas reformas e pensões vão ser trágicos, porque os reformados e pensionistas sustentam os filhos desempregados e pagam os estudos nas universidades aos netos.
A linha vermelha de Paulo Portas mudou – se, os professores fizerem greve aos exames do 12º ano, os alunos não irão para a universidade, porque os cortes das reformas e das pensões a isso vão obrigar.
Para Paulo Portas podem cortar à vontade as reformas e as pensões, desde que os professores não façam greve aos exames. A greve dos professores aos exames é que vai provocar os cortes nas reformas e nas pensões, segundo parece do que disse Paulo Portas.

A hipocrisia, a demência e a canalhice deste governo de arruinadores e de traidores está sempre a aumentar.

Sem comentários:

Enviar um comentário