segunda-feira, 3 de junho de 2013

JOSÉ SÓCRATES COMENTADOR NA RTP1


Já aqui mostrei, claramente, que em 2013, José Sócrates não exerce o poder, nem é candidato a qualquer cargo no PS. Mais uma vez lembro, que um ex-primeiro ministro comentador é apenas um comentador.
Ora, eu acho, que José Sócrates é o melhor comentador das televisões portuguesas, porque prepara bem as suas intervenções e sabe comunicar.
Pessoalmente, sinto-me mais próximo de Francisco Louçã ou de outros comentadores, à esquerda do PS, mas como já aqui referi, a inteligência não se mede exclusivamente pelo percurso académico, e digo-o, claramente, acho José Sócrates muito mais inteligente do que Marcelo Rebelo de Sousa e este é professor catedrático de Direito, e a licenciatura em Engenharia de José Sócrates deixa algumas dúvidas. Portugal só tem dois prémios Nobel – um do académico e investigador Egas Moniz, em Medicina, mas, que segundo o que tenho lido sobre Egas Moniz, este prémio devia envergonhar, seriamente, a Medicina portuguesa, pelo mal que as descobertas de Egas Moniz fizeram a tanta gente, sobretudo nos Estados Unidos. Por outro lado José Saramago recebeu o prémio Nobel da Literatura e nunca foi aluno de nenhuma universidade, tendo apenas os estudos secundários.

«Soares viu que à direita há quem esteja contra austeridade

O "encontro das esquerdas" mostrou, na opinião de José Sócrates, que "Mário Soares foi o único a entender" que há gente no centro e à direita que "está contra esta política de austeridade".
No seu comentário na RTP, o ex-primeiro-ministro notou - numa aproximação ao discurso da direção socialista - que há "gente do centro e democratas-cristãos" que não concordam com a austeridade da política do Governo. Foi este o ponto que uniu os participantes na Aula Magna, apontou.
Deixando novo elogio a Soares. "Foi o discurso que deu expressão ao encontro e que soube identificar o que une aquelas pessoas: parar com a austeridade. E isso já é um ponto num programa [de alternativa]", defendeu.


Sócrates argumentou ainda que "o Governo tem poder, é legítimo sim, mas já não tem autoridade, ninguém o leva a sério".» (In «DN» net)

Sem comentários:

Enviar um comentário