quarta-feira, 1 de maio de 2013

O MOMENTO DOS TRAIDORES


Vivemos uma época de ascensão dos traidores na Zona Euro – François Hollande, Cavaco Silva, Passos Coelho, Vítor Gaspar.
A França perdeu a II Guerra Mundial contra a Alemanha e acabou por beneficiar da vitória da União Soviética, dos Estados Unidos e do Reino Unido. Quem libertou a França da ocupação alemã foram os Estados Unidos e o Reino Unido, articulados com a União Soviética, que forçava a Alemanha a concentrar a maior parte das suas tropas na frente leste.
François Hollande, tal como Sarkozy, age como se a Alemanha tivesse ganho a II Guerra Mundial, mas a Alemanha perdeu-a e rendeu-se incondicionalmente.
É urgente fazer frente à Alemanha e aos países seus satélites (Áustria, Holanda e Finlândia). É à França que compete fazer frente à Alemanha. Mas, a França tem a presidente da República um homem fraco, que não tem coragem de enfrentar a Alemanha, que traiu as suas promessas eleitorais.
Se a França não enfrenta a Alemanha, compete aos países mais lesados pela Alemanha, que são a Itália, a Espanha, Portugal, a Grécia, a Irlanda e Chipre fazer frente aos alemães.
A Alemanha está a destruir a Europa pela terceira vez. É preciso, actualmente, travar a Alemanha, como nas outras duas vezes em que a Alemanha destruiu a Europa.
Portugal está a ser governado por traidores, que defendem os interesses da Alemanha contra os interesses de Portugal.

Sem comentários:

Enviar um comentário