terça-feira, 21 de maio de 2013

O CAVACO E O CAVAQUINHO


Cavaco Silva resolveu fazer Censura, à boa maneira do Salazar, ao que foi discutido, de facto, no Conselho de Estado.
Cavaco tornou-se um cavaquinho, que apoia todas as patifarias do governo PSD-CDS-Troika-Cavaco. Este monstruoso governo é o governo de um presidente da República, que é um génio da banalidade, da mesquinhez e da intriga, que até já faz Censura.

«Vários membros do Conselho de Estado defenderam ontem na reunião de sete horas deste órgão que Portugal vive uma situação de crise política que só pode ser resolvida com eleições antecipadas, não podendo o pós troika deixar de ser discutido em conexão com a situação atual.

Cavaco Silva, porém, bloqueou no comunicado final qualquer referência, mesmo de teor genérico, sobre o facto de a atualidade política ter marcado parte importante da discussão.
O Presidente da República - soube o DN - defendeu que o comunicado não podia sair do tema da ordem de trabalhos ("Perspetivas da Economia Portuguesa no Pós-Troika, no Quadro de uma União Económica e Monetária Efetiva e Aprofundada").
Viu-se mesmo obrigado a invocar uma norma do regimento do Conselho de Estado que o autoriza a fazer uma "nota informativa" focando apenas "parte do objeto da reunião e dos seus resultados".
Cavaco Silva queria discutir o pós-troika mas a discussão foi muito além disso. Vários conselheiros de Estado - de forma de resto transversal, para lá das divisões esquerda/direita - levaram a atualidade política à reunião, com sublinhados na necessidade de não a ignorar numa discussão sobre o pós-troika. Em diversos momentos a governação de Passos Coelho foi duramente criticada.» (In «DN» net)

Sem comentários:

Enviar um comentário