sexta-feira, 3 de maio de 2013

A PROPAGANDA DO NEOLIBERALISMO OU VIGARICE CIENTÍFICA


«E chegamos ao dia de hoje, uma vez mais bombardeados por notícias plantadas por Paulo Portas sobre o seu árduo combate travado contra os cortes no Estado Social - estratégia que Passos Coelho deve aceitar apenas como forma de manter a coligação intacta - e com a comunicação social a repetir a novilíngua governamental, alegre e acriticamente. "Corte estrutural na despesa do Estado", lê-se no Público; "reforma do Estado", está no DN; "mãe acusada de matar duas filhas", escreve o Correio da Manhã, a principal central de propaganda deste Governo que anda há anos a fazer uma campanha contra o anterior primeiro-ministro e a promover as políticas do actual.» (Sérgio Lavos in blog «Arrastão»)

Na RTP foi chamado por um jornalista um indivíduo para defender o governo no aumento da idade da reforma, que defendeu como idade ideal para a reforma os 70 anos, a idade em que ele se reformou. Pessoalmente, acho infeliz a escolha, devia ter convidado o cineasta Manoel de Oliveira para tentar que ele dissesse que a reforma aos 100 anos é prematura, visto que com mais de 100 anos Manoel de Oliveira continua a trabalhar.



Sem comentários:

Enviar um comentário