quinta-feira, 11 de abril de 2013

UMA TENTATIVA DE GOLPE DE ESTADO PALACIANO PARALISANTE DE DOIS HOMENS DESORIENTADOS


As últimas medidas anti-função pública da dupla neoliberal Passos Coelho Vítor Gaspar, como vingança de dois homens em queda contra o Tribunal Constitucional, que impedem despesas essenciais, paralisam muitas das funções do Estado. Algumas Cantinas de Escolas estatais podem ter mesmo que fechar, em menos de uma semana, por falta de abastecimentos.
Nas universidades estatais há projectos que no final dão lucro às universidades, podem ser suspensos por falta de verbas para ganhar com essas verbas muito mais dinheiro. Este absurdo está a acontecer. Um projecto lucrativo, por exemplo, exige gastos de 100 para no final receber 140. Neste caso gastam-se 100 para se ganharem 40. Ora se o investimento não for feito o lucro não é possível. Estando o lucro garantido, é altamente absurdo boicotar projectos lucrativos, que no final geram receita.

«Gaspar congela todas as despesas do Estado
O ministro das Finanças assinou um despacho, segunda-feira, congelando todas as despesas do Estado. Com excepção dos gastos com pessoal, custas judiciais e contratos em execução, a ordem é para não despender um cêntimo. A decisão vai ter sérias implicações para os fornecedores do Estado.
Todos os serviços públicos estão impedidos de “assumir novos compromissos sem autorização prévia do Ministro de Estado e das Finanças”, tirando salários e despesas como água ou luz. Vítor Gaspar mandou congelar, até ordem em contrário, todas as despesas efetuadas pelos ministérios. O despacho foi assinado esta segunda-feira e excepciona apenas os gastos imprescindíveis como os salários, água, rendas ou luz.
O congelamento de todas as despesas inviabiliza, na prática, as aquisições ou reposições de material necessário no dia-a-dia dos hospitais e escolas, ou outros serviços do Estado. O documento, assinado por Vítor Gaspar, culpabiliza o Tribunal Constitucional pelo congelamento de toda a despesa corrente.» (In «Esquerda. Net»)

Sem comentários:

Enviar um comentário