terça-feira, 23 de abril de 2013

OS EQUÍVOCOS DA UEFA - ALTA CORRUPÇÃO PARA TODO O MUNDO VER, ALTA CORRUPÇÃO «URBI ET ORBI»


Em 2009 forma perdoados 4 penáltis ao Barcelona que seriam a favor do Chelsea, em Londres, na meia-final da Liga dos Campeões.
Hoje estive a ver o jogo Bayern de Munique – Barcelona e fiquei estupefacto com o que vi e gravei.
O primeiro golo do Bayern é produto de uma falta boçal. Dentro da grande área do Barcelona, um jogador do Bayern agarrou, imobilizou um jogador do Barcelona e apoiou-se nele para cabecear, para o jogador que marcou o golo, absolutamente ilegal.
No segundo golo do Bayern o avançado Mário Gomez estava em offside escandaloso e marcou outro golo ilegal.
No terceiro golo do Bayern um defesa do Barcelona foi empurrado de maneira grosseira, falta que permitiu um terceiro golo ilegal.
O quarto golo do Bayern foi legal.
A indigência intelectual e a boçalidade dos comentadores, que ouvi na TVI, surpreendeu-me.
Que grande vitória é essa com os 3 primeiros golos, claramente, ilegais???!!!!!!!!!!


Três golos ilegais seguidos num jogo da meia-final da Liga dos Campeões  de futebol da Europa é uma grande goleada ou um colossal caso de corrupção e infâmia? É óbvio que é um colossal caso de corrupção.


Marcando golos ilegais qualquer equipa ganha.
Já no jogo Dortmund – Málaga foram marcados dois golos ilegais contra o Málaga.
O Barcelona tem sido favorecido por arbitragens desonestas. Mas sofrer 3 golos, claramente ilegais, tem algum sentido?
Onde tem estado e para onde vai a UEFA?!
A UEFA é um offshore em relação ao Estado de Direito, é uma organização fora da lei.


«Três dos objetivos do Bayern são ilegais
1447
04/23/13 22:28
Os três primeiros gols para Bayern não deve entrar no placar , como Andujar Oliver, nosso especialista em arbitragem. No 1-0 's falta de Dante , que foi apoiado por Alves, pouco antes do leilão de Müller, e o 2-0 devido apito de impedimento Mario Gomez . No 3-0 Robben, Müller bloqueado para Jordi Alba.» (In jornal «Marca» net)

Sem comentários:

Enviar um comentário