sexta-feira, 5 de abril de 2013

A GRÉCIA E CHIPRE À BEIRA DA SAÍDA DO EURO?


Circulam na internet textos sobre sobre uma provável saída da moeda euro euro da Grécia e de Chipre.
O argumento de muitos é que a Zona Euro «germanizada» se está a tornar insuportável para a Grécia e para Chipre. Como já aqui referi, durante a II Guerra Mundial muitos empresários alemães solicitaram trabalho escravo, para as suas empresas, às autoridades alemãs da época. E é bom lembrar que eram escravos brancos e alguns deles de nacionalidade francesa. A chamada «germanização» da Zona Euro aponta para objectivos próximos do trabalho escravo, nos países em «resgate».
Seleccionei este texto na língua portuguesa, a seguir.

«Há uma notícia recente que não teve o devido destaque nas nossas televisões. O governo grego pediu à troika uma moratória para as medidas de austeridade que deveriam ser tomadas de imediato pelo facto de a execução orçamental estar a ficar comprometida pela espiral recessiva. Ou seja, a economia e a sociedade gregas entraram numa agonia terminal. Chipre também acaba de perceber que caiu na armadilha da moeda única. Tanto a Grécia como Chipre acabarão por abandonar a zona euro. Não porque tenham concluído pela existência de benefícios líquidos com a saída, mas apenas porque a vida se tornou absolutamente insuportável para a larga maioria dos seus cidadãos. O mesmo se vai passar em Portugal. (…)» (Jorge Bateira in blog «Ladrões de Bicicletas»)

Sem comentários:

Enviar um comentário