quarta-feira, 27 de março de 2013

CORRUPÇÃO EM PORTUGAL – UM EXEMPLO É O CASO ANTÓNIO BORGES


O governo PSD-CDS-Troika tem dinheiro de sobra para os amigos e compadres. O infame economista António Borges é um deles. O amigo e compadre de Pedro Passos Coelho António Borges é pago, com o dinheiro dos contribuintes, para defender os pontos de vista do governo PSD-CDS-Troika, contra os interesses da maioria dos contribuintes.
Uma das coisas mais interessantes é analisar as promessas de Passos Coelho, com as quais ganhou as eleições. As promessas mais importantes, que constituíram o programa de governo sufragado nas eleições, não foram cumpridas.
Esta corrupção ostensiva é prática corrente deste governo de traidores, cuja queda parece estar iminente.


«Serviços de consultoria pagos a empresa que partilha com Diogo Lucena custaram à Parpública 300 mil euros, escreve o jornal “i”.
Os serviços de consultoria de António Borges, prestados entre Fevereiro de 2012 e Fevereiro de 2013, custaram à Parpública 300 mil euros, adicionados de IVA e despesas “indispensáveis para a concretização do trabalho e previamente autorizadas”. Esta é a conclusão avançada hoje pelo jornal “i” a partir do contrato que prevê o pagamento de 25 mil euros por mês e ao que o jornal teve acesso. O contrato foi renovado por mais um ano.

Os serviços de consultoria contratados dizem respeito ao plano de privatizações, redução do impacto do sector empresarial público sobre a banca, reestruturação do sector financeiro, e assessoria na renegociação das PPP. Publicamente, o consultor tem estado mais associado ao plano de privatizações que ele próprio ajudou a desenhar quando ainda estava no FMI.» (In jornal «i» net)

Sem comentários:

Enviar um comentário